Banda Nenhum de Nós fala sobre música e união mesmo após quase quatro décadas de estrada

Grupo gaúcho é ícone dos anos 80 e faz show neste sábado no Sesc Santos

Por: Giovanna Corerato  -  29/10/22  -  08:09
Atualizado em 29/10/22 - 08:16
Dono de alguns hits que perduram até hoje, como Camila, Camila e Astronauta de Mármore, o grupo já vendeu mais de 3,5 milhões de discos desde o início da jornada, em 1986
Dono de alguns hits que perduram até hoje, como Camila, Camila e Astronauta de Mármore, o grupo já vendeu mais de 3,5 milhões de discos desde o início da jornada, em 1986   Foto: Divulgação

Donos dos sucessos Camila, Camila, Astronauta de Mármore (versão de Starman, de David Bowie) e Você Vai Lembrar de Mim, a banda gaúcha Nenhum de Nós é considerada um dos principais expoentes do rock brasileiro dos anos 80. O grupo que está há quase quatro décadas na estrada da música vem a Santos para relembrar os hits da trajetória que iniciou no final dos anos 80.


Clique, assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe centenas de benefícios!


Thedy Corrêa (voz), Carlos Stein (guitarra) e Sady Homrich (bateria) conversaram com A Tribuna não só sobre o show, mas também sobre o que foi necessário para a banda, que completa 36 anos neste mês, conseguir permanecer e produzir durante tanto tempo.


“Somos amigos há muito tempo e isso garante um nível maravilhoso de respeito no relacionamento. Nós colocamos a música em primeiro lugar e o pilar de sustentação disso é o respeito”, explica o vocalista.


Para Homrich, a banda foi consequência de uma amizade muito sólida, desde os tempos do Ensino Fundamental, sempre compartilhando música. “Essa vivência só é possível quando se coloca a banda como o objetivo maior, respeitando as individualidades”.


Antes e hoje
Mesmo após 36 anos, a banda ainda tem o mesmo propósito de se manter produtiva. “Nossa grande ambição é compor canções. É por isso que começamos a banda”, afirma o guitarrista Carlos Stein. Ele também acredita que o grupo conta com o mesmo ideal que o motivou desde o início: a fé em criar grandes canções.


“O propósito inicial da banda permanece o mesmo: escrever canções que não se vão com o tempo, que tenham um conteúdo valioso para que as pessoas as levem para sempre como uma parte importante de suas vivências. Continuamos acreditando no que nos fez começar e naquilo que nos moveu durante todo esse tempo”, relata a voz do grupo Thedy Corrêa.


Para o baterista Sady Homrich, eles continuam a se desafiar em busca da cumplicidade do público. “Há 30 anos o trio virou um quinteto de amigos, sempre na busca por uma sonoridade com personalidade. Essa trajetória não é a mais fácil, mas hoje temos a certeza de ter escolhido o caminho certo”, explica.


Ele também já adianta que em 2023 a banda lançará um material inédito, entre outros projetos que ficaram em stand by durante a pandemia.


Camila, Camila
Em 1987, o disco de estreia trouxe o primeiro sucesso: Camila, Camila. A letra da música, por mais que tenha sido escrita em meados dos anos 80, fala sobre um tema muito atual: a violência contra a mulher. Com isso, surge uma questão: como a banda teve a ideia de abordar o tema de relações abusivas, muito debatido hoje em dia, mas pouco falado nos anos 80?


“A ideia partiu de uma história real que aconteceu com alguém próximo a nós. Exatamente por ser um tema pouquíssimo abordado, tratamos de escrever a canção e chamar atenção para ele. Esse posicionamento acabou marcando toda a nossa trajetória, o que é motivo de orgulho para nós”, explica Thedy.


Sady conta que o Nenhum de Nós sempre teve um viés observador do cotidiano. “A personagem que inspirou a canção era uma menina vítima de violência do namorado, e isso nos indignou a ponto de compor uma música cantada na primeira pessoa, emulando o sentimento de quem ‘baixava a cabeça para tudo’, algo inadmissível em qualquer relação”.


Nenhum em Santos
O guitarrista Carlos Stein diz que os fãs que estarão presentes no show, em Santos, podem esperar ouvir as canções mais representativas da trajetória da banda, além de ver cinco pessoas que amam o que fazem e adoram poder interagir com quem curte música.


No palco, eles são Thedy Corrêa (voz), Carlos Stein e Veco Marques (guitarras), Sady Homrich (bateria) e João Vicente (gaita e teclados), sempre acompanhados por Estevão Camargo no baixo.


O Nenhum de Nós se apresenta neste sábado (29), em Santos, no Teatro do Sesc (Rua Conselheiro Ribas, 136) às 20h, com ingressos a R$ 12,00, R$ 20,00 e R$ 40,00.


Logo A Tribuna
Newsletter