Logo A Tribuna
ASSINE
Icone usuario ENTRAR
CLUBE IMPRESSO ACERVO ASSINANTE

Santista compõe canção para homenagear vítimas da Covid-19

Música composta por Lucas Rezende foi gravada por um coral de 16 vozes

Por: Egle Cisterna  -  14/01/21  -  04:37
Requiém é uma música usada no texto litúrgico das missas em ação dos mortos na Igreja Católica
Requiém é uma música usada no texto litúrgico das missas em ação dos mortos na Igreja Católica   Foto: Divulgação

Ainda em julho, em meio ao isolamento da pandemia de Covid-19, o alto número de infectados pelo coronavírus chamou a atenção de um jovem compositor santista, que começou a compor uma música para coral como forma de homenagear as 60 mil vítimas daquela época. Nascia assim o requiem-19.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


“Só via os números crescendo, as aulas da faculdade tinham parado e eu estava com aquilo na cabeça de que precisava fazer algo que retratasse esse momento no qual as pessoas estavam indo embora”, conta Lucas Rezende, de 22 anos, músico que estuda composição em São Paulo.


Um requiém, tipo de música que é usada no texto litúrgico das missas em ação dos mortos na Igreja Católica, foi o escolhido para a homenagem as vítimas da pandemia. A letra em latim, também típica deste tipo de canção, pede que Deus dê descanso eterno e deixe a luz brilhar sobre eles.


Para levar o trabalho ao público, Rezende convidou 15 amigos para formar um coral, onde cada um gravaria o trecho da própria casa. O resultado é um conjunto de 16 vozes (incluindo a do compositor) independentes, onde cada um dá a sua interpretação e trechos se sobrepõem. “Músicas têm questões técnicas que se fazem sentir no isolamento.


Temos coros virtuais e orquestras fazendo tudo de casa. O que tinha de proposta não era fazer música junto e, justamente por isso, eles não sabiam o que cada um estava gravando. Só receberam a melodia e o texto que cada um teria. Tem vezes que temos até nove pessoas cantando junto”, lembra ele, responsável também pela edição de requiem-19.

Além das imagens dos integrantes do coral, a parte gráfica do vídeo acompanha uma linha das notas musicais da canção, na qual o compositor buscou acompanhar o gráfico dos infectados. Notas agudas, por exemplo, representam os picos de contaminação por coronavírus no País.


O resultado final está disponível no canal do YouTube de Rezende, que acredita que a música é datada para esta realidade. “É música de pandemia, para este momento. Não vejo ela sendo executada fora deste contexto”, avalia ele, cujo trabalho é sua peça de estreia como compositor, que agora prepara seu próximo trabalho inspirado na tragédia de Brumadinho (MG).


Logo A Tribuna