Logo A Tribuna
ASSINE
Icone usuario ENTRAR
CLUBE IMPRESSO ACERVO ASSINANTE

MC Lan é intimado em SP após acusação de estupro por cantora

Funkeiro rebate a versão de Jhacy França, que diz ter sido drogada e abusada pelo artista

Por: Por ATribuna.com.br  -  09/03/21  -  16:46
Funkeiro é acusado de estupro por cantora, mas afirma que o ocorrido foi consensual
Funkeiro é acusado de estupro por cantora, mas afirma que o ocorrido foi consensual   Foto: Reprodução/Instagram

MC Lan foi acusado de estupro pela cantora Jhacy França e foi intimado para prestar depoimento às autoridades neste domingo (7), no 49º DP de São Paulo, no bairro de São Matheus. O funkeiro nega as acusações, afirmando que foi consensual.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


Em entrevista ao UOL, Jhacy, que é pernambucana e mora em São Paulo, diz que teria entrado em contato com Lan para conseguir uma oportunidade profissional. "Estamos no meio de uma pandemia e pedi uma ajuda". De acordo com a cantora, o funkeiro teria mandado um motorista de aplicativo para buscá-la, e eles se encontraram na casa de Lan.


Eles teriam conversado e bebido vodca com refrigerante. Jhacy disse que foi até o banheiro e, após ingerir a bebida que tinha deixado para trás, começou a passar mal. "Fiquei com a boca seca, querendo morder as coisas. Por isso não estou conseguindo falar direito, minha boca está toda machucada de tanto que eu mordi", lembrou.


A pernambucana acredita ter sido drogada, pois foi atacada logo após passar mal nesse reencontro. "Parecia que eu ia ter um infarto. Eu estava meio desorientada e ele se aproveitou da situação. Houve, então, o ato sexual. Ele não usou preservativo. Eu falei: 'Não faz isso. Meu intuito não era ficar com você. Para, não faz isso' [...]. Eu comecei a gritar, e ele se irritou", relatou Jhacy. Ela ainda afirma que "o efeito de uma bebida não faz isso com uma pessoa".


A cantora diz não se lembrar com clareza dos eventos daquela noite, mas afirma que teme pela segurança de sua família. "Ele sabe o meu endereço, estou assustada e com medo". Jhacy foi acolhida por uma vizinha e não voltou para casa desde então.


Na prestação de queixa, Jhacy apresentou exames de corpo de delito para provar a violência sexual que afirmou ter sofrido, além de ter declarado que tomou as medicações necessárias para prevenção de ISTs e gravidez.


Resposta


Em comunicado emitido por meio de seu advogado, MC Lan alegou estar perplexo com as acusações. "[MC Lan] Afirma ainda que não cometeu qualquer crime, seja ele de qualquer natureza, e que sempre estará a disposição das autoridades para esclarecer a verdade".


Posteriormente, o funkeiro gravou pelo Stories de seu Instagram sua versão da história, afirmando que Jhacy mandava mensagens para ele com frequência e que já teriam tido outros encontros sexuais. Ele ainda acusou a suposta vítima de "bipolaridade" após um suposto "surto" por dinheiro na noite do ocorrido.


Lan também disse ter recebido mensagens ameaçadoras às 6h da manhã seguinte no WhatsApp, por um homem identificado como Jeff Jota, que logo foi bloqueado pelo cantor. Nesta segunda-feira (8), o funkeiro contestou a versão de Jhacy em entrevista ao programa Cidade Alerta. "Não abusei sexualmente nem dela, nem de ninguém", afirmou.


A defesa do cantor diz ter apresentado provas para a polícia de que a relação sexual foi consensual. O cantor registrou um Boletim de Ocorrência pela internet pelo crime de extorsão.


*Com informações do UOL


Logo A Tribuna