Logo A Tribuna
ASSINE
Icone usuario ENTRAR
CLUBE IMPRESSO ACERVO ASSINANTE

Karol Conká pode ser intimada dentro do 'BBB 21' por danos morais e materiais

A cantora, que está confinada na casa do reality, se tornou alvo de ação judicial por uma publicidade postada no Instagram em 2020

Por: Por ATribuna.com.br  -  28/01/21  -  00:49
Karol Conká pode ser intimada por acordo descumprido de publicidade, feito em 2020
Karol Conká pode ser intimada por acordo descumprido de publicidade, feito em 2020   Foto: Reprodução/Rede Globo

Karol Conká pode receber uma surpresa desagradável durante sua estadia na casa do BBB 21. A sister, que está confinada em participação do reality, se tornou alvo de uma ação judicial divulgada na última terça-feira (26).


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


De acordo com informações divulgadas pelo UOL, a cantora foi acionada judicialmente por uma publicidade postada em seu perfil no Instagram em outubro de 2020. A ação foi movida por Bianka Grismino, dona da marca Grismino Store, que alega ter feito um contrato de publicidade com a cantora.


No acordo, Karol direcionaria seus seguidores para a loja específica de Bianka, dentro da plataforma Shopee, que também está sendo processada. No entanto, a empresária diz que a postagem da cantora só tinha um link para a página inicial da Shopee, e não direcionava seus seguidores para a compra.


A rapper teria recebido em torno de 80 produtos gratuitamente para a publicidade, que ofereceria um cupom de desconto para seus seguidores na loja de Bianka. Como não houve link direto para a loja, a autora alega que teve prejuízo com os produtos enviados de graça e a falta do link correto. Ela pede uma indenização de R$ 230 mil da Shopee e de Karol Conká por danos morais e materiais.


Procurados pelo UOL, a assessoria de Karol Conká afirmou que ela não recebeu qualquer notificação sobre o caso. Ainda ressaltou que não houve parceria direta firmada entre Karol e a empresa citada. Caso o juiz aceite a petição, a artista poderá ser intimada durante seu confinamento no Big Brother Brasil.


*Com informações do UOL


Logo A Tribuna