Humberto Carrão fala de seu personagem em Todas as Flores

Ator interpreta o protagonista Rafael; novela está em cartaz no Globoplay

Por: Estadão Conteúdo  -  25/10/22  -  08:17
O ator analisa: “a Rhodes é uma importante parte do personagem” Rafael, que tem problemas de visão
O ator analisa: “a Rhodes é uma importante parte do personagem” Rafael, que tem problemas de visão   Foto: Estevam Avellar/Globo/Divulgação

Humberto Carrão interpreta o protagonista Rafael em Todas as Flores, novela original do Globoplay. Na trama escrita por João Emanuel Carneiro, o filho da milionária Guiomar (Ana Beatriz Nogueira) descobre as mentiras do pai, Humberto (Fabio Assunção), que se casou com a presidente da Rhodes & Co. Tailleur apenas interessado na fortuna dela e, com a amante Zoé (Regina Casé), tentou juntar o herdeiro com a filha da vilã, Vanessa (Letícia Colin).


Clique, assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe centenas de benefícios!


“A Rhodes é uma parte importante do personagem. É um cenário lindo, grande, cheio de ambientes diferentes. Essa empresa ajuda a contar a história do Rafael, porque foi criada pelo bisavô dele. Existe certo peso para o Rafael herdar o negócio por causa da mãe, mas nunca foi sua intenção”, conta.


Quando era mais novo, o rapaz passou por um transplante de córneas, a fim de evitar a permanente perda de visão. Assim, teve sensibilidade para aprender com o que vivenciou e iniciou uma oficina de avaliação olfativa na Rhodes & Co. Tailleur, como parte de um projeto de inclusão de pessoas com deficiências visuais. Lá, conhece e se apaixona por Maíra (Sophie Charlotte), que é irmã da noiva dele.


“Algumas pessoas insinuam que é assistencialismo na trama. O Luis Felipe (Cassio Gabus Mendes), tio do Rafael, chega a chamar a oficina de caridade. No começo da novela, a gente mostra que não é caridade, é questão de cumprir a lei. Não se trata de inserir pessoas cegas na sociedade, porque elas já estão inseridas; basta fazer com que os direitos delas sejam garantidos”, esclarece.


Adiou o término
No folhetim, Rafael já não era feliz no relacionamento com Vanessa, antes de conhecer Maíra. Porém, com a noiva enfrentando um câncer, ele adiou a decisão de terminar.


Quando a primogênita de Zoé doa sua medula óssea e salva a vida da irmã, a vilã arma para continuar prendendo o filho de Guiomar ao compromisso de se casar com ela. De acordo com Carrão, há uma virada de mocinho romântico para protagonista de trama policial.


“A Sophie é muito estudiosa. É uma pessoa divertida e inteligente, que tem escolhas bonitas como atriz. A nossa profissão é de responsabilidade e eu acho que não são todos que percebem o compromisso do nosso oficio, de contar histórias que serão vistas por muita gente”, afirma.


Além da parceria em cena com Sophie Charlotte, Carrão ressalta que, há muito tempo, desejava trabalhar com Fabio Assunção. Pai e filho na ficção, os dois terão fortes embates. Afinal, Rafael e Humberto brigarão pelo comando dos negócios, após a morte de Guiomar. Segundo o intérprete, todas as cenas da dupla são complicadas.


“Os personagens se amam, mas têm uma relação difícil. Rafael descobre que a família dele é construída em cima de mentiras e golpes. Eu e Fabio nunca fizemos uma cena leve, em que estivéssemos falando uma besteira ou brincando. A leveza está na nossa relação de bastidor. Nos damos bem, dividimos opiniões e ideias sobre o Brasil”, relata.


Logo A Tribuna
Newsletter