Logo A Tribuna
ASSINE
Icone usuario ENTRAR
CLUBE IMPRESSO ACERVO ASSINANTE

Fotógrafa santista é a melhor em concurso nacional

Especializada em registrar casamentos, Nayara Andrade garantiu as primeiras colocações em três categorias do Foto Hera 2020

Por: Bianca Gravanich  -  03/01/21  -  09:48
A foto Meu Herói foi a grande vencedora do concurso nacional Foto Hera 2020
A foto Meu Herói foi a grande vencedora do concurso nacional Foto Hera 2020   Foto: Arquivo Pessoal/Nayara Andrade

A fotógrafa santista Nayara Andrade conquistou o primeiro lugar em um concurso de nível nacional. É o Foto Hera 2020, organizado pelo site especializado em fotografia Resumo Fotográfico.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


Nayara ficou em primeiro lugar na classificação geral, de acordo com o júri técnico com a foto intitulada Meu Herói. Essa não é a primeira vez que a santista leva um prêmio pelo trabalho que desenvolve no ramo da fotografia de casamentos.

No mesmo concurso, a fotógrafa ainda venceu nas categorias Ensaio Pré-Casamento e Making Of. Ela alcançou a primeira colocação com a foto Primeiro Passo. A foto Meu Herói já possui seis prêmios internacionais e também já ficou entre as 50 mais belas do mundo em 2018.


Fotógrafa da Baixada Santista, Nayara Andrade
Fotógrafa da Baixada Santista, Nayara Andrade   Foto: Arquivo Pessoal/Nayara Andrade

A profissional, de 31 anos, decidiu seguir na fotografia quando surgiu uma oportunidade de trabalho. Mesmo não sabendo mexer em câmeras, se arriscou.“Falei para o meu gerente que aprendia rápido e comecei a trabalhar. Fui pegando gosto e me apaixonei pela fotografia ao ver o impacto que ela fazia na vida das pessoas”, explica.


Nayara comenta que, quando foi para o Egito, fez fotos de umas crianças, que ela acredita que nunca haviam visto fotografias. “Depois que registrei alguns momentos delas, levei as fotos impressas e elas ficaram assustadas”.


Isso aconteceu há dez anos e, a partir desse dia, começou a ver o poder que a fotografia tem na vida das pessoas. “Eu registro momentos felizes e através do que eu olho as pessoas vão lembrar de momentos bons”, acredita.

Há sete anos, ela decidiu abrir uma empresa própria. “Ter o meu negócio me deixa livre para fazer as fotos que eu gosto, de modo mais criativo. Comecei a atender noivas em 2019 e a criar uma parte documental de família. Acabou dando tão certo que em nove meses me tornei destaque nacional”, comemora.

O prêmio do concurso foi uma surpresa para Nayara. “Eu recebi o link de um amigo e mandei as fotos, mas pensei ‘fotógrafos do País inteiro participando’, assim achei que não teria chances”, confessa. Mas após um dia, das dez fotos que ela enviou, oito ficaram entre os votos mais populares.


Apesar da conquista do prêmio, o ano para Nayara foi complicado devido à pandemia. “Eu tinha muitos planos, palestras internacionais, era o ano em que eu iria aproveitar para me promover. Mas, com o isolamento social, dos mais de 80 eventos que eu tinha, fiz apenas três”.


Sem saber o que fazer, a profissional ficou três meses parada. Só depois que conseguiu se reinventar e se adaptar, com os documentários de família, registrando esses tempos de pandemia.


Para 2021, a fotógrafa diz que quer se consagrar ainda mais e fazer os trabalhos no exterior, que foram remarcados. “Quero fotografar casamentos e continuar sendo referência no que faço”.


Logo A Tribuna