"Elza" ganha como melhor musical do ano no Prêmio Reverência

"Romeu e Julieta", ao som do Marisa Monte, também foi destaque na premiação

Por: Do Estadão Conteúdo  -  16/11/18  -  11:58
  Foto: Silvana Marques

Os musicais Elza e Romeu e Julieta ao Som de MarisaMonte foram os grandes vencedores da 4ª edição do Prêmio Reverência, cuja entregade prêmios aconteceu na noite de terça-feira (13), no Teatro Alfa, em São Paulo.


Enquanto Elza, produzida pela Sarau Agência de Cultura, levou os troféus demelhor espetáculo, direção (Duda Maia), autor (Vinícius Calderoni) e categoriaespecial pelos arranjos de Letieres Leite, a peça inspirada em Shakespeare (daAventura Entretenimento) faturou quatro prêmios: cenário (Daniela Thomas), designde som (Carlos Esteves), iluminação (Monique Gardenberg e Adriana Ortiz) efigurino (João Pimenta).



Nas categorias mais esperadas, Amanda Acosta confirmou sua condição como a grande
premiada do ano (ganhou em tudo que concorreu) ao levar o troféu de melhor atriz
pela inesquecível interpretação de Bibi Ferreira, em Bibi - Uma Vida em Musical.Amanda também comandou uma homenagem à atriz de 96 anos, que anunciou suaaposentadoria dos palcos.


"Foi um daqueles momentos que transformam qualquer festa em um evento inesquecível",Amanda relembrou clássicos de Bibi, ao lado de uma constelação de estrelas domusical brasileiro como Fabi Bang, Kiara Sasso, Totia Meireles, Alessandra Verney
e Carol Costa.



O número foi fechado com a participação de Claudia Raia, que leu,emocionada, um texto de reconhecimento e gratidão ao legado de Bibi. E com umaparticipação em áudio especial da própria homenageada e da participação no palcode sua filha, Tina Ferreira.


Mateus Ribeiro também vai fechando a temporada com uma coleção de troféus,
aumentada agora como o melhor ator por Peter Pan, o Musical da Broadway. Entre os
coadjuvantes, Claudia Raia foi a melhor, por Cantando na Chuva, enquanto André
Dias venceu por Se Meu Apartamento Falasse...



O voto popular elegeu como melhor espetáculo o também inesquecível Natasha,Pierre e o Grande Cometa de 1812, cujo elenco apresentou seu grande número de
dança e canto. Completando a premiação, a coreografia que Kátia Barros e Chris
Matallo criaram para Cantando na Chuva foi eleita a melhor da temporada. Neste
ano, o juri do Reverência foi ampliado e contou com 170 profissionais.


Logo A Tribuna