Logo A Tribuna
ASSINE
Icone usuario ENTRAR
CLUBE IMPRESSO ACERVO ASSINANTE

Artistas se unem para providenciar cilindros de oxigênio para Manaus

Whindersson Nunes usou as redes sociais para convocar globais e famosos numa campanha para salva quem luta contra a Covid-19

Por: Por ATribuna.com.br  -  15/01/21  -  11:30
Atualizado em 15/01/21 - 12:08
Artistas se unem nas redes sociais em socorro ao caos na Saúde de Manaus
Artistas se unem nas redes sociais em socorro ao caos na Saúde de Manaus   Foto: Reprodução/Redes Sociais

O humorista Whindersson Nunes está à frente de uma campanha online para providenciar compra de cilindros de oxigênio para os hospitais de Manaus. A capital do Amazonas sofre com um apagão do insumo médico, necessário no combate de pacientes em estado grave por decorrência de Covid-19. Por falta do produto, pacientes têm perdido a batalha para a doença grave respiratória.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


A ação do humorista fez com que outros artistas e globais aderissem à iniciativa. Nomes como Marcelo Adnet, Tirullipa, Tata Werneck, Simone e Marília Mendonça e Tierry também entraram na corrente do bem para ajudar a região.



"Providenciando 20 cilindros de 50L de oxigênio pra distribuir nas unidades mais urgentes em Manaus! Alô, meus amigos artistas! Na hora de fazer show é tão bom quando o público nós recebe (sic) com carinho né, vamos retribuir????", escreveu Whindersson.


Famosos, como Felipe Neto, Adnet e o escritor Paulo Coelho, também usaram suas redes sociais em auxílio à capital do Amazonas.



A ação, contudo, foi alvo de crítica de internautas, que questionaram se os cilindros seriam comprados e entregues. Bruno Gagliasso saiu em defesa da campanha. O global usou o Twitter para explicar como será feita a logística.


"Seguinte: não temos como comprar oxigênio em Manaus. Não tem fornecimento. Se alguém ou alguma empresa puder nos ajudar com logística para a compra ser feita em outro estado e enviado pra lá, entrem em contato conosco. Tem bastante gente querendo ajudar".



Whindersson ainda deixou claro que a compra e transporte dos cilindros não serão feitos pelos artistas. O objetivo da campanha é arrecadar fundos para amenizar o colapso no Amazonas em meio à pandemia.


Logo A Tribuna