Aos 22 anos, rapper PK já coleciona seguidores

Músico comemora sucesso do EP ImPKvel

Por: Bianca Gravanich  -  28/03/20  -  16:17
Músico comemora sucesso do EP ImPKvel.
Músico comemora sucesso do EP ImPKvel.   Foto: Divulgação

O rapper Pedro Henrique, mais conhecido no meio artístico como PK, arrasta multidões por onde passa com os seus sucessos. Carioca, apesar da pouca idade (tem 22 anos), PK já coleciona boas experiências na música, fruto da repercussão do EP lançado no ano passado, intitulado ImPKvel.

O trabalho, com os hits Do Jeito que Tu Gosta, Moloque Problema e Vem e Abusa, marcou a carreira do rapper, que conta com um crescimento expressivo na internet nos últimos anos, e hoje já soma mais de 3 milhões de seguidores em suas redes sociais.


E não faltam planos quando se trata do futuro de sua carreira: “Estou para lançar uma música com a cantora e compositora Pocah, que vai ser estouro na certa. Para o segundo semestre, irei realizar uma turnê internacional na Europa. E pretendo lançar um novo EP de trap ainda este ano. Fora as outras coisas que eu ainda não posso contar", confessou o cantor.

Batalha de rimas 


O início da carreira se deu por conta de uma participação, em 2013, de uma batalha de rimas famosa, do Rio de Janeiro, chamada Batalha do Real. Nela, PK obteve dois resultados para sua vida: ser campeão da batalha e o início de uma grande carreira.


“Ser campeão de uma batalha com a tradição que a Batalha do Real possui,acabou despertando a atenção do público para mim”

Desde então, PK vem atraindo uma legião de fãs. Tanto assim que o primeiro single do cantor atingiu números inimagináveis, com mais de 80 milhões de views no YouTube.

Para ele, todo o esforço valeu a pena. “Me sinto muito grato por tudo. Sou da Ilha do Governador, de família bem humilde, sempre batalhei muito e corri atrás dos meus sonhos”, explicou o cantor.


“Hoje, vejo que todo o esforço vale a pena, que além de fazer sentido para mim, faz sentido para outras pessoas. É uma satisfação gigante, um sonho”.



"No caminho certo"


Ele segue a trajetória sabendo que é isso que lhe faz feliz. “Eu sempre gostei de música e quando eu comecei a rimar, mesmo na brincadeira, sabia que era isso que me fazia feliz. Sou uma pessoa que luta pelos seus objetivos e na música não foi diferente”.

Para PK, a sensação é sempre de estar no caminho certo de sua vida. “Sou muito focado,basicamente vivo a música, ela está presente o tempo todo em minha vida. Quando essa dedicação é reconhecida, e você vê que as pessoas curtem e se identificam, é gratificante. É a sensação de estar no caminho certo”.
 


Logo A Tribuna