Logo A Tribuna
ASSINE
Icone usuario ENTRAR
CLUBE IMPRESSO ACERVO ASSINANTE

20 livros que serão adaptados para as telonas em 2021

Entre diferentes gêneros, os filmes se inspiram na literatura internacional e apostam em grandes histórias

Por: Beatriz Viana  -  14/01/21  -  10:56
Nomadland já é um dos filmes mais notáveis do ano, antes mesmo de sua estreia global
Nomadland já é um dos filmes mais notáveis do ano, antes mesmo de sua estreia global   Foto: Divulgação

Aproveitando alguns dos grandes títulos literários dos últimos anos, a indústria hollywoodiana investiu em vários filmes adaptados de livros para 2021. Só neste ano, serão 20 títulos estreando nas pequenas e grandes telas, dividindo suas estreias entre os cinemas e streamings.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


Entre os longas listados, alguns já estão cotados para serem indicados às grandes premiações da temporada, como a 93ª Cerimônia do Oscar. Entre os principais destaques está "Nomadland", de Chlóe Zhao, premiado com o Leão de Ouro em Veneza. Confira a lista de filmes:


The Dig


Dirigido por Simon Stone, a adaptação do romance de John Preston chega neste mês à Netflix, com Carey Mulligan, Ralph Fiennes e Lily James no elenco. A história remonta a descoberta da necrópole de Sutton Hoo, na Inglaterra, onde foram encontrados diversos artefatos de arte anglo-saxônica.



Me Encontre


O romance de Jenny B. Jones conta a história de amor entre uma jovem irlandesa e um astro de cinema, relacionando temáticas como luto, religião e vício. Com o título original de "Finding You", o filme tem estreia marcada nos EUA para 29 de janeiro e conta com Rose Reid, Jedidiah Goodacre e Vanessa Redgrave no elenco.


French Exit


A comédia acompanha a história de uma mãe em mudança para Paris com seu filho e seu gato, que na verdade, é seu marido reencarnado. A adaptação foi feita pelo próprio autor Patrick DeWitt, trazendo Michele Pfeiffer e Lucas Hedges como protagonistas. O longa chega aos cinemas americanos no dia 12 de fevereiro.



Nomadland


Cotado ao Oscar deste ano, o filme apresenta uma história mais intimista do que a original. Enquanto Jessica Bruder escreveu sobre trabalhadores americanos reais que viajam pelo país como nômades em busca de emprego, a cineasta Chlóe Zhao optou por uma jornada dramática pessoal, que traz a premiada atriz Frances McDormand como protagonista. Estreia em 19 de fevereiro nos EUA.



O Diário de Guantánamo


Publicado em 2015, o diário de Mohamedou Ould Salahi relata seus anos de prisão na Baía de Guantánamo, em Cuba, suspeito de ser um dos responsáveis pelos atentados de 11 de setembro. A obra é o primeiro relato descrevendo a prisão. "The Mauritanian", título do longa adaptado, conta com Jodie Foster, Benedict Cumberbatch e Shailene Woodley no elenco. O lançamento nos EUA será em 19 de fevereiro.



Chasing the Scream


O longa de Lee Daniels traz uma biografia da lendária cantora, interpretada por Andra Day. Inspirado no livro de Johann Harri sobre como as drogas se tornaram criminalizadas nos EUA ao longo das décadas, o longa "The United States vs Billie Holliday" é uma produção original da Hulu. O filme estreia com exclusividade na plataforma em 26 de fevereiro.



Cherry


O romance de estreia do autor Nico Walker conta a história de um ex-combatente do Iraque que se torna dependente químico e ladrão de bancos. O longa será dirigido pelos irmãos Russo e conta com Tom Holland no papel principal. Estreia dia 26 de fevereiro nos cinemas dos EUA e fica disponível na Apple TV+ em 12 de março.



O Motivo


O primeiro livro da série "Mundo em Caos" de Patrick Ness será adaptado às telonas com Daisy Ridley e Tom Holland nos papéis principais. Nessa distopia, a personagem Daisy torna-se a única mulher num planeta habitado unicamente por homens. O filme estreia nos cinemas americanos em 5 de março.



A Última Carta de Amor


Pela segunda vez, a autora Jojo Moyes verá uma de suas obras literárias adaptada para as telonas. A Netflix comprou os direitos da adaptação, que trará Felicity Jones e Shailene Woodley como protagonistas. A trama acompanha uma jornalista que encontra cartas misteriosas de um casal da década de 60 e decide investigar seu romance proibido. O filme estreia em 12 de março.


Pedro Coelho


A sequência de "Pedro Coelho", lançado em 2018, também é baseada na série de livros de Beatrix Potter, publicados no início do século 20. Rose Byrne e James Corden integram o elenco da aventura, protagonizada por um coelhinho ousado e suas irmãs. Estreia nos EUA em 2 de abril.



Two Kisses for Maddy


Definido como "uma memória de perda e amor", a biografia conta a história de um pai, Matthew Logelin, criando sozinho sua filha recém-nascida após a morte de sua esposa. Na adaptação "Fatherhood", dirigida por Paul Weitz, o filme terá Kevin Hart no papel principal. Chega aos cinemas dos EUA no dia 16 de abril.


Marry Me


Além dos livros, teremos quadrinhos ocupando as telonas nesta temporada. É o caso da obra de Bobby Crosby, onde uma popstar resolve se casar com um estranho após ser traída pelo ex-parceiro. Os protagonistas serão interpretados por Jennifer Lopez e Maluma. A cantora ainda deve integrar a trilha sonora do longa, que estreia dia 14 de maio aos cinemas.


The Reincartionist Papers


Baseado na obra de D. Eric Maikranz, o longa discorre sobre uma sociedade secreta onde os membros conseguem se lembrar de suas vidas passadas. Adaptado como "Infinite", o longa será estrelado por Mark Wahlberg e estreia dia 28 de maio nos cinemas dos EUA.


Cruella


O clássico da Disney será o próximo a ganhar uma nova versão live-action. Baseado no livro de Dodie Smith, "Cruella" será focado na temida vilã, Cruella Cruel, interpretada por Emma Stone. O filme ainda conta com Emma Thopson e Paul Walter Hauser no elenco, e tem estreia marcada para 28 de maio nos cinemas americanos.


Em Águas Profundas


O thriller escrito por Patricia Highsmith conta a história de um casal misteriosoque se envolve em uma teia de mentiras quando mortes suspeitasacontecem ao seu redor. A adaptação conta com Ben Affleck e Ana de Armas como protagonistas, e tem estreia marcada para 13 de agosto nos EUA.


Morte no Nilo


Kenneth Branagh, responsável pelo longa "Assassinato no Expresso do Oriente" (2017), adapta sua segunda obra de Agatha Christie para os cinemas. A trama gira em torno do assassinato de uma jovem herdeira em um crime ocorrido a bordo de uma embarcação no Nilo. O longa conta com Kenneth Branagh como o icônico herói de Agatha, o detetive Hercule Poirot, além de Gal Gadot, Armie Hammer e Russel Brand no elenco. Estreia marcada para 17 de setembro nos cinemas americanos.



Dune


Baseado na obra de Frank Herbert, o longa de Denis Villeneuve tinha lançamento previsto para 2020, mas foi adiado para 1º de outubro nos cinemas e na plataforma HBO Max. No épico futurista, que será dividido em dois filmes, um duque aceita administrar um planeta deserto que possui uma droga capaz de prolongar a vida humana. No elenco, estão Timothée Chalamet, Zendaya, Oscar Isaac e Rebecca Ferguson.



O Rouxinol


A obra épica de Kristin Hannah conta a história de duas irmãs que seguem caminhos divergentes quando sua cidade sofre a ameaça da ocupação nazista, em meio à Segunda Guerra Mundial. Elle e Dakota Fanning, irmãs na vida real, serão as protagonistas do longa, que estreia no dia 22 de dezembro, nos EUA.


Sem Remorso


Escrito por Tom Clancy, o romance situa-se durante a Guerra do Vietnã e conta a origem do personagem John Clark, um ex-soldado que se torna parte da CIA. A obra estreou em primeiro lugar na lista de Best Sellers do jornal The New York Times. Michael B. Jordan foi escalado para o papel principal da adaptação, que será lançada este ano no catálogo do Amazon Prime Video.



Agora e para sempre, Lara Jean


Para fechar com chave de ouro a trilogia romântica "Para Todos os Garotos que Já Amei", de Jenny Ham, a Netflix anunciou a parte final da saga. Lana Condor e Noah Centineo seguem como os protagonistas Lara Jean e Peter Kavinsky, que agora vivenciam as incertezas do futuro e desafios no relacionamento com o último ano do ensino médio.



Logo A Tribuna