Especialista em Recursos Humanos ensina como assumir o protagonismo da vida

Não existe fórmula mágica para alcançar os objetivos, mas há passos como o autoconhecimento que podem ajudar

Por: Giovanna Corerato  -  31/07/22  -  12:19
Quem atua no papel principal da sua trajetória profissional é alguém que assume as suas responsabilidades
Quem atua no papel principal da sua trajetória profissional é alguém que assume as suas responsabilidades   Foto: AdobeStock

Você se considera o protagonista de sua carreira ou está apenas deixando a sua vida profissional te levar? Essa é uma reflexão difícil de ser feita, mas, como vivemos em um mundo cada vez mais competitivo, as melhores oportunidades são, geralmente, conquistadas por aqueles que assumem a responsabilidade de seus atos.


Clique, assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe centenas de benefícios!


E, afinal, o que significa ser protagonista da própria carreira? Quem atua no papel principal da sua trajetória profissional é alguém que assume as suas responsabilidades, tanto pelo próprio desenvolvimento e decisões quanto pelos seus erros, e usa todas essas experiências para alcançar metas.


“O principal passo para ser o protagonista da sua vida, tanto profissional quanto pessoal, é assumir a responsabilidade de tudo de bom e de ruim que acontece nela. O que você fez de certo ou errado, identificando como poderia ter se precavido, qual reação ou atitude deveria ter tomado”, explica o especialista em recursos humanos Glauber Fabbri.


Ele diz que, quando assumimos isso, percebemos que estamos no controle e passamos a ser os condutores do nosso destino. Mas já quando terceirizamos a responsabilidade perdemos o comando da situação e acabamos frustrados e dependentes de ações e eventos que estão fora do nosso controle.


Fórmula mágica
Se você veio até aqui em busca de uma fórmula mágica, infelizmente ela não existe. O que há são fatores, características e comportamentos que levam as pessoas a alcançarem os seus objetivos. Isso porque, de acordo com o especialista em RH, “o sucesso não é algo que se alcance e, sim, algo que conquistamos todos os dias”.


Fabbri afirma que aqueles que acreditam que alcançaram o sucesso e, em seguida,relaxam geralmente passam a andar para trás e a perder conquistas. “Resiliência, determinação, persistência, ambição aplicados de maneira contínua e consistente são importantes, mas, para construirmos uma carreira que traga realização, precisamos antes de mais nada nos conhecermos”.


Autoconhecimento
O autoconhecimento é o ponto de partida. É com ele que aprendemos a controlar nossos comportamentos e a fazer as escolhas que irão de encontro com nossas vocações, objetivos e propósitos.


“Quando temos consciência das nossas qualidades, vontades, habilidades, expectativas e pontos de desenvolvimento, conseguimos entender quais carreiras fazem mais sentido para nós e, assim, traçamos as metas e os planos para a construção de uma carreira de sucesso”, explica Fabbri.


Acomodação
Outro ponto fundamental para se ter uma carreira significativa é estar em constante aprendizagem, nunca se acomodar. “É preciso estar atento às novas tendências e sempre buscar novos conhecimentos, como tecnologias, idiomas, formação acadêmica, cursos; e estar atualizado com o cenário mundial, como buscar conhecimentos sobre questões políticas, econômicas e culturais”, lista Glauber Fabbri.


Para o especialista em recursos humanos, um networking fortalecido também é fundamental para a troca de experiências, informações e aumentar as oportunidades através de relacionamentos.


Tudo sobre:
Logo A Tribuna