São Paulo segue focado na conquista do Campeonato Paulista

Outros grandes clubes paulistas convivem com oscilações, que refletem nas atuações em campo

Por: Roberto Monteiro  -  26/04/21  -  21:08
 São Paulo já está classificado para a fase seguinte da Copa Libertadores da América
São Paulo já está classificado para a fase seguinte da Copa Libertadores da América   Foto: Divulgação/São Paulo

Amigos, a cada rodada do Paulistão fica mais evidente que, dos nossos grandes clubes, o mais focado na competição e na sua conquista é o São Paulo. O Tricolor acumula seis vitórias consecutivas e uma artilharia de respeito, numa mescla de jovens e experientes jogadores sendo observados em campo, e ainda com a experiência de três zagueiros em campo, como gosta o técnico Hernán Crespo.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


A confirmação de Daniel Alves como ala e o deslocamento de Vitor Bueno para o comando do ataque são provas de que o argentino busca ainda a melhor formação para a equipe. A disposição tática em campo tem sido bem dosada entre forte marcação defensiva, e troca de passes com rapidez e velocidade no ataque. O longo jejum de títulos no Morumbi torna essa disputa do Paulistão como meta prioritária no início da temporada, mesmo acumulando a disputa com Taça Libertadores e Copa do Brasil.


Por outro lado, o caro time do Palmeiras demonstra a cada rodada que o Paulistão deverá ser mesmo para Abel Ferreira experimentar novos jogadores e observar melhor os mais experientes. Isso lembrando que, até agora, Abel Ferreira pouco pôde treinar a equipe desde que chegou em razão do excessivo número de jogos acumulados em várias disputas simultâneas.


Por enquanto só se conhece seu trabalho pelas conquistas e dissabores nas disputas de títulos importantes. Será preciso mais tempo e paciência do torcedor inconformado com resultados ruins e constantes mudanças no time em campo a cada jogo. Uma coisa até agora fica mais evidente: Abel Ferreira não tem sido feliz na formação do time e também em substituições durante os jogos, com a mesma ressalva da falta de tempo para pôr em prática seu trabalho total. Assim, depois dos tropeços, o Palmeiras está seriamente ameaçado a ficar fora da fase de quartas de final do Paulistão, onde corre atrás do forte RB Bragantino e do surpreendente Novorizontino.


O Santos também vem deixando dúvidas em sua torcida, sempre querendo melhor aproveitamento em campo, mesmo sabendo da necessidade de escalar jovens e experientes dentro das possibilidades e limites do elenco. O clube acaba de perder Soteldo, mas com isso recuperou a possibilidade de contratar e inscrever novos jogadores.


Pior que a fraca campanha numérica no Paulistão é a situação do clube na Libertadores, onde passou pela fase inicial mas começou tropeçando, em casa, na derrota para o Barcelona de Guayaquil. Agora, tem que encarar o histórico Boca Juniors na temível La Bombonera. A pressão foi grande em cima do técnico Ariel Holan, que acabou pedindo demissão nesta segunda-feira.


Assim como está pressionado o técnico Vagner Mancini no comando do Corinthians que, de maneira extremamente incoerente, tem boa campanha e péssimo futebol no Paulistão. Os números não retratam a falta de qualidade do elenco, reforçado obrigatoriamente por jovens jogadores diante da declarada impossibilidade de investimento com o prejuízo nos cofres do clube.


E não bastasse o pobre futebol doméstico, o Corinthians ainda estreou na Copa Sul-americana empatando com o River Plate. Não o clube argentino, mas o lanterna do "fortíssimo" campeonato nacional do Paraguai. Haja otimismo para encarar o tradicional Peñarol dentro de um grupo em que apenas o primeiro colocado passa para a fase seguinte.


Enfim, são muitas competições acumuladas, falta de tempo e de qualidade em geral para mudar a situação do futebol paulista em pouco tempo!


Este artigo é de responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a linha editorial e ideológica do Grupo Tribuna. As empresas que formam o Grupo Tribuna não se responsabilizam e nem podem ser responsabilizadas pelos artigos publicados neste espaço.
Logo A Tribuna