Paralisação do estadual expõe dificuldades financeiras de clubes paulistas

Aposta em jovens foi a escolha tomada por Santos e Corinthians

Por: Roberto Monteiro  -  22/03/21  -  13:10
Elenco do Santos FC está recheado de jovens formados na base
Elenco do Santos FC está recheado de jovens formados na base   Foto: Ivan Storti/Santos FC

Amigos, a tão temida e indesejada paralisação do Paulistão acabou sendo confirmada inicialmente até o próximo dia 30 de Março, mesmo em meio a contestações e busca por alternativas em outros estados sem sucesso. Com isso a situação dos nossos grandes clubes fica ainda mais exposta no que se refere a contratações, dispensas e principalmente solução para os problemas financeiros de cada um, pois é impossível negar que depois de um ano sem jogos com público o prejuízo financeiro chegue a números assustadores.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


O Corinthians declarou publicamente sua falta de dinheiro para investir em contratações e vai mesmo apostar nos jovens revelados pelo clube em meio a tentativa de liberar alguns atletas e com isso aliviar a folha de pagamento. Um dos piores investimentos feito no ano passado pelo clube foi a contratação do meia Luan que jamais passou perto de seu momento vivido no Grêmio e isso tem causado até mesmo dificuldade para sua saída do clube em razão do mau momento técnico e do alto salário que recebe. O Corinthians está curtindo sua passagem pela primeira fase da Copa do Brasil ao vencer o Salgueiro por 3 a 0 e agora aguarda a data para enfrentar outro estreante pernambucano competição, o Retrô, em jogos que inicialmente seriam nos dias 07 e 14 de Abril. Com isso o clube já tem uma premiação garantida pela CBF de dois milhões e meio de reais, que vai ajudar em muito nesse momento.


Outro clube que atravessa problemas financeiros, que já não são novos, é o Santos e que também está tendo caixa reforçado pela sua presença nas fases da pré-Libertadores onde já passou pelo Deportivo Lara e agora aguarda pelo argentino San Lorenzo e com premiação já garantida de um milhão e cinquenta mil dólares. Alívio para o clube que também tem problemas sérios para poder contratar reforços e que vem confirmando a sua tremenda qualidade na revelação de jovens jogadores e indo ao encontro do estilo de trabalho de seu novo treinador, o argentino Ariel Holan. A expectativa maior do clube santista é pela volta de Marinho, indicado como "Rei da América" pelo jornal uruguaio El País. Marinho completa já um mês sem atividade depois que testou positivo para COVID-19 e ainda não estreou na temporada 2021.


O São Paulo com nova direção e novo treinador resolveu mudar sua filosofia de clube revelador e já garantiu seis reforços para a temporada, com destaque para a volta do veterano zagueiro Miranda. Pela necessidade urgente de conquistar um título o tricolor resolveu deixar de lado sua dependência da "geração Cotia" mesmo considerando que dali tem saído muitos jovens que tem trazido excelente retorno financeiro com a vende de seus passes para clubes do exterior. A aposta imediata é buscar logo um título de Campeão Paulista, que não conquista desde 2005. E aguarda pela volta do Paulistão e pela definição da Tabela da fase de Grupos da Taça Libertadores 2021.


Já o Palmeiras ainda precisa definição de data para o jogo diante do São Bento que seria na última semana e acabou adiado pela Federação por não ser permitida sua realização em Belo Horizonte. Com Abel Ferreira de férias em Portugal o clube segue seu trabalho já pensando nos jogos que terá para fechar de vez a temporada 2020: a decisão da Recopa Sul Americana diante do argentino Defensa y Justicia em duas partidas e ainda na disputa com o Flamengo pela Supercopa do Brasil em jogo único já definido para ser realizado em Brasília. A questão é como se confirmar os jogos em território brasileiro se a pandemia tem obrigado ao fechamento da maioria de nossos estados e, a exemplo da temporada passada, não tem garantia de volta mesmo para o final do mês em São Paulo. Enquanto isso, o Palmeiras vai buscando reforçar ainda mais sua boa equipe e contornar assédios de outros clubes por alguns de seus principais jogadores.


Fica a expectativa geral pelo final da paralisação do nosso futebol paulista, que tem mesmo possibilidade de ser prorrogada ainda por mais algum tempo pela situação de hoje...


Este artigo é de responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a linha editorial e ideológica do Grupo Tribuna. As empresas que formam o Grupo Tribuna não se responsabilizam e nem podem ser responsabilizadas pelos artigos publicados neste espaço.
Logo A Tribuna