Santa Casa de Santos: Quase 200 anos salvando vidas

E permanece sendo de fundamental importância nos dias de hoje já que é o maior complexo de urgência e emergência

Por: Paulo Corrêa Jr  -  30/09/21  -  06:34
 Santa Casa de Santos: Quase 200 anos salvando vidas
Santa Casa de Santos: Quase 200 anos salvando vidas   Foto: Arquivo A Tribuna

O segundo hospital do Brasil – a Santa Casa de Santos – foi inaugurado em 1943, ou seja, há 178 anos. Seu papel foi importantíssimo para a história e desenvolvimento, não só de Santos como também de todas as outras cidades da Baixada Santista. E permanece sendo de fundamental importância nos dias de hoje já que é o maior complexo de urgência e emergência da Região, além de ser referência no tratamento de algumas doenças.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


Com sua missão muito bem definida, a Santa Casa de Santos presta assistência à saúde de diversas maneiras, atendendo a população de um grande número de cidades, muitas inclusive de fora de nossa Região. É importante ressaltar que grande parte de seu atendimento é público, o que requer muita engenharia financeira para manter a entidade prestando serviços com qualidade, principalmente por tratar de vidas.


Em 2019, através de uma emenda parlamentar, consegui que a entidade recebesse verba para serem utilizadas na ampliação e reforma do setor oncológico do Hospital, além de contribuir para a instalação de um acelerador linear supermoderno. Em breve, tudo isso será inaugurado.


O poder legislativo - federal e estadual – precisam dar atenção especial a essa causa. Cuidar da Santa Casa é cuidar diretamente da população de forma geral. É manter um patrimônio da sociedade, vital, sendo motivo de muito orgulho para todos nós.


Este artigo é de responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a linha editorial e ideológica do Grupo Tribuna. As empresas que formam o Grupo Tribuna não se responsabilizam e nem podem ser responsabilizadas pelos artigos publicados neste espaço.
Logo A Tribuna