EDIÇÃO DIGITAL

Sexta-feira

7 de Agosto de 2020

Um museu para Walt Disney

Um dos maiores gênios empreendedores de nossa história, o pai do entretenimento global tem sua trajetória de sucesso documentada na Califórnia

Walt Disney inegavelmente foi um dos maiores gênios empreendedores de nossa história. Elevou a animação ao nível de arte suprema, transformou a indústria cinematográfica, criou o conceito de parques temáticos, buscou incansavelmente a inovação e deixou um legado global indiscutível.

Seria mais do que justo uma homenagem à sua altura. Portanto, na bela cidade de São Francisco, na Califórnia, encontra-se o Walt Disney Family Museum, destino imperdível para os fãs do universo Disney e amantes da história contemporânea.

Localizado em Presidio, Área de Recreação Nacional Golden Gate, administrada pelo Serviço Nacional de Parques, o museu é um grande tributo humanizado ao criador de Mickey Mouse. Abrigado num casarão pertencente à Marinha, o museu inaugurado no outono de 2009 se distribui nesta construção com amplos salões, que lembram galpões, preservando sua planta original.

O WDFM é operado pela família Disney, e não pela Walt Disney Company, porém, a empresa cedeu diversos itens de seus arquivos e também atua como benfeitora regular do espaço que permite que todos os visitantes se relacionem diretamente com a vida e obra de Walt Disney.

Imersão

Em um ambiente bastante imersivo, acessível e amplamente inspirador, as instalações muito bem construídas narram o nascimento de Walt Disney em Chicago, sua infância no Missouri e toda a jornada profissional desde entregador de jornais que se tornou o homem que elevou a animação a uma arte plena e incansavelmente fomentou o legado americano de entretenimento.

A ascensão de Disney em Hollywood, seus programas de TV e projetos de parques, tudo está muito bem exposto e em diversos pontos do museu é narrado pela própria voz de Walt Disney, fornecendo acesso a seus artefatos pessoais e histórias antes inacessíveis ao público.

Ao apresentar toda sua trajetória narrada pelas próprias palavras, conduz os visitantes diretamente ao coração e à mente do maior contador de histórias que o mundo já conheceu.

Estão disponíveis no museu diversos desenhos originais (incluindo o primeiro rabisco da criação de Mickey), produtos de merchandising, cartas escritas de próprio punho por Walt Disney, filmes e fotos raras, além de objetos pessoais, diversos prêmios (incluindo alguns Oscar) e até uma réplica da ambulância que Disney pilotou para a Cruz Vermelha, quando soldado. 

O famoso trem em miniatura com que Walt transportou filhas e amigos pessoais, entre eles Salvador Dali, também está em exposição, assim como uma gigantesca maquete espetacular de Disneyland.

A apresentação e a qualidade do museu estão acima do que qualquer fã exigente esperaria, pois o espaço é primoroso e perfeito. Vale dedicar, no mínimo, umas três horas dentro do local.

Há também uma área de descanso, com uma vista deslumbrante para a majestosa ponte Golden Gate, uma das sete maravilhas do mundo moderno, onde é possível observar sentado no famoso banco do Griffith Park, onde Walt teve o insight para a criação de Disneyland.

Emoção

O final da visita é bastante emocionante, pois retrata a morte de Walt e sua repercussão pelo mundo. Impossível não chorar, afinal, o impacto que Disney teve no mundo ainda é apreciado por todas as gerações e será pelas futuras, mesmo meio século após sua partida.
Como não podia faltar, há uma loja com produtos Disney, incluindo artigos com venda exclusiva no museu. É preparar o bolso e o coração, afinal, Walt Disney está sempre a nos surpreender.
 

Tudo sobre: