EDIÇÃO DIGITAL

Quarta-feira

20 de Novembro de 2019

Tombstone: A terra dos cowboys no Arizona

Cidade do Arizona é uma autêntica imersão no mundo dos faroestes americanos, famosos nos filmes mais antigos

O mais famoso e antigo campo de mineração do Arizona, a cidade de Tombstone é hoje um deleite turístico para apaixonados pelo universo dos cowboys.

O clássico filme dos anos 1990, que leva o nome da cidade e trazia no elenco Kurt Russel, Sam Elliot e um espetacular Val Kilmer na pele do lendário Doc Holliday, conquistou gerações e colocou a velha cidade americana, preservada nos moldes do antigo oeste, na mira do turismo mundial.

Em 1880, quando a primeira ferrovia de Tombstone, a Tucson, foi concluída, a cidade passou sete longos anos produzindo milhões de dólares em suas minas de prata e ouro, o que acabou atraindo caçadores de tesouros, transformando a cidade num império de violência e ilegalidade, tal qual, guardadas as devidas proporções, ocorreu em Serra Pelada, aqui no Brasil, nas décadas de 70 e 80.

Tombstone sobreviveu à Grande Depressão, a dois incêndios devastadores, infindas inundações em suas minas e diversos tiroteios, mas se manteve firme. Agora, séculos depois, é um dos polos de turismo do Arizona e conhecida como 'a cidade muito difícil de morrer'.

O mitológico tiroteio no OK Corral, descrito em livros e filmes, ocorreu quando Virgil Earp e seu irmão Wyatt Earp, acompanhados do mítico Doc Holliday, assassinaram três bandoleiros. O ocorrido foi um divisor de águas na cidade, pois Wyatt Earp se tornou xerife e Tombstone uma cidade segura.

Um dos pontos altos do turismo é a encenação do tiroteio no próprio OK Corral, mas a cidade não vive apenas deste fato histórico.

Há diversos sallons, lojas temáticas e um ambiente preservado que leva o turista a viajar para séculos passados.

Allen Street, a principal rua da cidade, com seu chão de terra batida, é o centro de atrações 'sui generis' que se mistura com figuras do velho oeste circulando pelo ambiente. Não se assuste com armas e cinturões carregados de munição, pois em Tombstone o porte de arma é permitido, assim como em diversas cidades dos EUA. E, contrariando as falsas pesquisas, os índices de criminalidade destas cidades são extremamente baixos.

O Bird Cage Theatre, a mais antiga e concorrida das atrações da cidade, foi inaugurado em 1881 e durante nove anos de vida funcionou 24 horas, durante todos os dias, sendo um dos salões mais famosos da América.

O nome (gaiola, em português) foi batizado devido aos pequenos cômodos com cortinas de veludo vermelho com vista para o andar de baixo, onde damas da noite entretinham sexualmente seus clientes, enquanto os demais assistiam no bar.

O salão foi palco de alguns tiroteios, e há buracos de bala pelas paredes e chão. Quando o show era bom, a plateia mais eufórica dava tiros para o teto, e quando era ruim, atiravam no palco assustando elenco/cantores.

A gaiola fechou em 1889 e reabriu somente em 1934, com seu interior preservado em estado original. O local hoje é um museu imperdível e suas tours são bem concorridas, especialmente o noturno, já que o lugar é considerado por estudiosos o mais assombrado da América.

Diversos visitantes relatam experiências sobrenaturais no local e algumas fotos até comprovam (ou não) este contato com espíritos de antigas prostitutas e cowboys. À noite, sons de risada, gritos e música quebram o sepulcral do teatro, tornando-o ainda mais assustador.

A Courthouse, ou tribunal da cidade, construído em 1882, também é aberto à visitação e conta muito da história da cidade.

Já entre os animados sallons, o destaque fica para o Crystal Palace, o mais antigo da cidade (1879), e o animado Big Nose Kate, localizado no antigo Grand Hotel, um dos mais luxuosos hotéis do estado à época, colecionando hóspedes famosos como os irmãos Wyatt e Doc Holliday, esposo da prostituta homenageada, Kate“nariguda”.

A decoração é um show à parte e, no porão, há uma loja de presentes e um túnel que levava aos poços da mina, e que muitos juram abrigar o fantasma do antigo zelador.

Tudo sobre: