EDIÇÃO DIGITAL

Quinta-feira

18 de Julho de 2019

República Dominicana: point de cruzeiros

De 2014 a 2018, país recebeu a visita de mais de 4 milhões de viajantes durante paradas dos navios no país. Passeios não faltam!

Todos os anos, desde a costa de Punta Cana e Península de Samaná, até Santo Domingo, La Romana ou a costa Norte de Puerto Plata, inúmeros cruzeiros incluem a República Dominicana em seus itinerários.

Razões não faltam: lugares carregados de história e cultura, praias de água turquesa ideais para snorkeling, uma natureza exuberante e diferentes opções de aventura garantem aos passageiros de cruzeiros de todo o mundo experiências inesquecíveis.

“O destino oferece aos visitantes uma infinita variedade de excursões e passeios para todas as idades, interesses e gostos. Uma vez em terra, graças às curtas distâncias do nosso país, os turistas têm a oportunidade única de visitar em uma mesma escala os mais variados e encantadores cenários do Caribe”, garante Magaly Toribio, assessora de Marketing do Ministério do Turismo da República Dominicana (Mitur).

Viajar de cruzeiro é uma tendência consolidada em todo o mundo e os números oficiais da República Dominicana refletem isso. Nos últimos quatro anos, o país recebeu mais de 4 milhões de visitantes por essa via, com um crescimento de 105,33% no período 2014-2018.

Com uma localização geográfica privilegiada, onde o Rio Ozama desemboca no Mar do Caribe, a capital Santo Domingo é uma das paradas mais cativantes pela grande riqueza cultural.

Ao cruzar o porto se encontra a Cidade Colonial, a primeira estabelecida pelos espanhóis no Novo Mundo, declarada Patrimônio da Humanidade pela Unesco, ideal para ser percorrida caminhando ou a bordo do Trem Chu-Chu.

A rua histórica Calle Las Damas abriga construções emblemáticas, como a Fortaleza Ozama, a mais antiga da América; o Alcázar de Colón, um palácio de estilo gótico e renascentista que foi casa de Diego Colón, filho de Cristóvão Colombo; e a primeira catedral da América, cuja construção é datada em 1540.

A Calle el Conde, a primeira rua comercial do Novo Mundo, segue sendo a região comercial para pedestres mais popular. Ao longo de dez quadras, esta rua de paralelepípedos está cheia de restaurantes, cafés, lojas de suvenires e vendedores de arte.

Os diversos museus e galerias da Cidade Colonial são uma oportunidade excepcional para conhecer a arte local e a história. A experiência cultural pode ser completa com o paladar: há restaurantes para todos os gostos, que oferecem os mais diversos pratos preparados por chefs renomados locais e internacionais.

Além disso, Santo Domingo é um lugar excelente para fazer compras, por conta das lojas de grife nos centros comerciais, em especial o Blue Mall e o Ágora. Uma volta na cidade leva normalmente de duas a quatro horas, dependendo da rota ou das preferências de atividades.

Já os turistas que fazem escala em Puerto Plata, na Costa Norte, podem se deslumbrar com as charmosas casas vitorianas e construções do século 19, que preenchem o coração da cidade, assim como a Fortaleza San Felipe – sobre o Malecón –, que os espanhóis construíram em 1541. Duas visitas interessantes são o Museu do Âmbar e a fábrica de Ron Brugal, o emblemático rum dominicano.

A cerca de 60 quilômetros de Puerto Plata, as ruínas de La Isabela atraem os amantes de história e cultura, já que abrigam os restos da primeira residência de Cristóvão Colombo no Novo Mundo e a primeira igreja onde foi celebrada uma missa. Na área das ruínas se encontram o Templo das Américas, uma versão moderna da igreja original e um museu do sítio.

Para os amantes dos esportes aquáticos, perto de Puerto Plata, o povo de Cabarete oferece as melhores praias para praticar surfe, kiteboarding, windsurf e stand up paddle (SUP), enquanto Sosúa é um bom lugar para mergulhar.

Se o turista que está no cruzeiro tem uma parada de, pelo menos quatro horas, visitar o pequeno e paradisíaco Cayo Arena, em frente às praias de Punta Rucia e La Ensenada, também é uma ótima opção.

E se aventura é a pedida, os viajantes poderão subir de teleférico até o topo do monte Isabel de Torres, uma emocionante experiência que oferece vistas e paisagens impressionantes. Dependendo do tempo disponível, podem realizar um tour para as 27 quedas de Damajagua, onde sentirão a adrenalina de saltar de cascata em cascata, ou fazer um safári de buggies 4x4 para explorar as belezas do interior da costa norte.

Mais informações no site.