EDIÇÃO DIGITAL

Terça-feira

7 de Julho de 2020

Países começam a retomar atividades e reabrir fronteiras

Veja as regras adotadas por nações para se protegerem da pandemia da covid-19

Em tempos de pandemia global, não há espaço para descuido. A ordem mundial continua sendo ficar em casa e só sair em caso de extrema necessidade, seguindo todas as recomendações sanitárias já conhecidas. Porém, com a retomada gradual de atividades em alguns países, muitas pessoas já devem estar pensando em programar para breve a sua viagem ao exterior. Mas ainda não é possível se empolgar, tão pouco baixar a guarda nos cuidados contra o coronavírus. Ele continua circulando entre nós.

Para aqueles que precisam viajar agora, seja a lazer ou a negócios, relacionamos aqui alguns países sem restrições de entrada – casos de México, Irlanda e Reino Unido, outros que estão começando a reabrir suas fronteiras e os que permanecem fechados aos turistas.

As informações estão veiculadas no site da Kayak (kayak.com.br), que vem sendo atualizado a cada mudança nos mais variados países, sempre com base em dados de órgãos oficiais. Confira a seguir e tome muito cuidado, seja qual for o seu destino.

Estados Unidos 

Os Estados Unidos restringiram a entrada de todos os estrangeiros que passaram por ou estiveram na Áustria, Bélgica, China, República Tcheca, Dinamarca, Estônia, Finlândia, França, Alemanha, Grécia, Hungria, Islândia, Irã, Irlanda, Itália, Letônia, Liechtenstein, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Holanda, Noruega, Polônia, Portugal, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Suécia, Suíça ou Reino Unido (excluindo territórios estrangeiros fora da Europa) nos últimos 14 dias.

Os brasileiros não têm restrições de entrada no país, apesar da frequência dos voos ter sido reduzida. Todos passarão por protocolos de segurança da covid-19.

Canadá 

O Canadá restringiu a entrada de todos os estrangeiros que estiveram fora dos EUA ou do Canadá nos últimos 14 dias. Cidadãos canadenses, residentes permanentes, familiares imediatos, diplomatas, tripulações de companhias aéreas e cidadãos dos EUA que se deslocam diariamente entre os dois países ainda podem entrar no Canadá.


Aruba 

Aruba restringiu a entrada de todos os viajantes até o próximo dia 31, exceto voos locais, voos de evacuação médica e humanitários e voos de trânsito/transferência que requerem aprovação prévia de Aruba. Os residentes legais podem entrar no país, mas precisam ter uma autorização prévia.

Barbados 

Barbados coloca em quarentena todos os viajantes que chegam e a tripulação das companhias aéreas por 14 dias em uma instalação administrada pelo governo. As tripulações das companhias aéreas só podem desembarcar quando for absolutamente necessário e devem se auto-isolar durante a noite.

México 

O México não implementou nenhuma restrição de entrada, mas os viajantes provenientes de países afetados pelo coronavírus são rastreados e os que apresentarem sintomas serão colocados em quarentena.


Saint Maarten 

Saint Maarten restringiu a entrada de todos os viajantes, exceto especialistas convidados pelo governo de St. Maarten. Os voos de emergência e essenciais de Aruba, Curaçao, Bonaire, Santo Eustáquio e Saba ainda podem entrar.

Reino Unido

O Reino Unido não implementou qualquer restrição de entrada, mas está monitorando voos diretos para o país a partir de determinadas áreas.

Grécia 

A temporada turística começará gradualmente em 15 de junho na Grécia, sendo que os primeiros voos internacionais poderão chegar a partir de 1º de julho. Hotéis reabrem, mas com todos os cuidados relacionados à covid-19.

Alemanha

A Alemanha restringiu a entrada de todos os viajantes que não sejam cidadãos, residentes com autorização de residência e portadores de visto D. Os viajantes em trânsito para seus países de origem que não têm outra opção e têm requisitos de entrada comprovados para cada país também podem entrar.

Itália 

A Itália restringiu a entrada de todos os turistas. Residentes italianos e pessoas que viajam a negócios ou por motivos de saúde podem entrar no país. Porém, os viajantes devem informar o Departamento Regional de Prevenção de sua chegada e estão sujeitos a vigilância sanitária e isolamento por 14 dias.

França

A França restringiu a entrada de todos os viajantes que chegam de estados não-Schengen. Os viajantes devem ter um Certificado de Viagem Internacional para entrar e transitar pela França, que deve ser obtido antes da partida pelos escritórios consulares franceses no exterior ou on-line em https://www. interieur.gouv.fr.


Espanha 

A Espanha restringiu a entrada de todos os viajantes, exceto cidadãos e residentes espanhóis, e familiares imediatos acompanhando. Membros da família imediata de cidadãos espanhóis podem entrar na Espanha, mesmo que não estejam acompanhados por um cidadão espanhol, se estiverem viajando para se juntar ao membro da família que já está no país.

Portugal 

Portugal havia suspendido a chegada de todos os voos internacionais até o último dia 17, exceto para voos que trazem de volta cidadãos portugueses e residentes de longa duração com autorização de residência portuguesa. Voos procedentes do Brasil (somente aeroportos de SãoPaulo (GRU) e Rio de Janeiro (RIO) também estão autorizados. Os voos que incluem uma escala técnica em que os passageiros não desembarcam também podem entrar no país.

Irlanda 

A Irlanda não tem restrição de entrada, mas todos os viajantes que chegam de áreas com casos da covid-19 – exceto a Irlanda do Norte – devem preencher um Formulário de Localizador de Passageiros em Saúde Pública e ficar em quarentena.  

Mais informações 

http://www.portalconsular.itamaraty.gov.br/ 

https://www.saude.gov.br/coronavirus 

http://portal.anvisa.gov.br/coronavirus  

https://www.who.int/emergencies/diseases/novel-coronavirus-2019
 

Tudo sobre: