EDIÇÃO DIGITAL

Segunda-feira

24 de Junho de 2019

Campos do Jordão: Aprecie sem moderação!

Restaurantes da cidade apostam em produtos regionais para incrementar menus e seduzir turistas

'Aprecie na montanha o que é da montanha [e sem moderação!]'. Este é o convite que Campos do Jordão faz aos seus visitantes, em qualquer época do ano. O slogan é usado pela Associação Cozinha da Montanha, há 12 anos, para valorizar uma prática que já virou rotina na cidade: a utilização de produtos típicos da Serra da Mantiqueira à mesa dos seus restaurantes.

Afinal, com clima ameno, vegetação abundante, ar puro, e águas frias e puras, o que vem da terra e rios jordanenses para os pratos é uma explosão de sabores e aromas, que brinda os turistas com experiências gastronômicas ímpares, harmonizadas com cervejas pra lá de especiais.

“Nessa serra tem sabores, de framboesa e amora, quantas cores. Das frias águas, salve a truta! Do mirtilo, o azul da fruta... Nessa Serra escorre água, tão pura e cristalina, Bendita nossa cerveja! Céu turquesa, que a Araucária tenta alcançar, com a brisa vem a semente, Pinha, Pinhão para sempre...”.

Os versos, de autoria da gerente executiva do Grupo Cozinha da Montanha, Valéria Estefam, já dão uma ideia do que se pode encontrar nos menus dos 23 estabelecimentos associados. E para que você fique com água na boca, destacamos alguns deles aqui. Resista se for capaz, ainda mais nesse outono/inverno...

Dona Chica

Oásis de sabores, aromas e muita empatia, o restaurante, comandado pelo chef Anderson Cesar Oliveira, é também um convite a momentos de puro relax. Afinal, o espaço fica dentro do Horto Florestal, ou seja, em meio a muito verde, o que já é um convite à conexão plena coma natureza, pisando na grama, sim, com os pés descalços, e saboreando drinques e queijos premiados relaxando nas redes penduradas nas árvores. Na hora de comer de fato, das entradas à sobremesa, é tudo feito com muito cuidado e alimentos típicos da Serra, como truta, leitão e as Panc’s (Plantas alimentícias não convencionais), num resgate da comida regional. Para comer rezando!

Caras de Malte

Depois de se deliciar no Dona Chica, a pedida é curtir um happy hour nessa microcervejaria artesanal que, por sinal, fica no caminho de volta ao Centro da cidade. Em um local super agradável também, é possível experimentar os seis tipos de cervejas produzidas lá e servidas no restaurante anexo. Das mais leves às encorpadas, todas são uma delícia. Além de beber, pode-se fazer uma visita técnica à fábrica e conhecer todo o processo de produção. Já o cardápio, elaborado para harmonizar com as cervejas, privilegia pratos como o mix alemão à moda parrilera e a picanha na chapa, todos com acompanhamentos. Há ainda fondues.

Villa Gourmet

À noite, uma das boas opções em Capivari, para quem aprecia fondue, é este restaurante super charmoso, localizado numa esquina bem estratégica, na Avenida Macedo Soares como calçadão típico do bairro mais badalado da Cidade. As opções do cardápio são fartas, como o fondue quatro queijos, acompanhado de uma variada tábua de frios. O restaurante ainda serve pratos com todos os tipos de carnes, que podem ser harmonizados com vinhos da adega da casa.

Charpentier

O requintado restaurante, que funciona dentro do tradicional Hotel Frontenac, mas abre diariamente para não hóspedes também, é a sugestão aos que não dispensam uma gostosa feijoada aos sábados, ainda mais nesse clima ameno de outono. O prato é servido em várias versões, inclusive a light, no sistema self-service. Mas o cardápio contempla outros pratos à la carte, com destaque para a cozinha regional com acento francês. Todos autorais, como a fondue Bien Marié.

Pennacchi

Para um jantar realmente especial, cheio de requinte e aconchegante, o restaurante do Toriba Hotel é a opção ideal. Ele fica a cerca de dez minutos do Centro de Campos, mas vale a pena. Entre caldos, cremes, carnes e massas de primeira, todo os pratos são preparados como verdadeiras obras de arte, tanto no sabor quanto no visual, pelo chef Jeferson Malta, que também assina as sobremesas. O ambiente é ímpar, adornado com afrescos do importante artista que dá nome ao local.

Vila Chã

E por falar em tradição, o Vila Chã, situado na curva da Praça de Capivari com a Avenida Engenheiro Diogo de Carvalho, é um prato cheio para os apreciadores da cozinha portuguesa. São tábuas exclusivas, pescados, carnes, fondues e doçaria portuguesa, com certeza. Com mais de 50 anos de história, a casa vai além da culinária lusitana, aliando os costumes, o carinho no atendimento e todo o universo cultural e gastronômico típicos, também privilegiando os produtos da terra, incluindo o azeite.