CLUBE IMPRESSO ACERVO COVID
Dia D Contra o Aedes elimina 106 criadouros e conscientiza população de Santos
Ação de combate ao mosquito transmissor de doenças como dengue, chikungunya, zika e febre amarela reuniu 200 pessoas
Por: ATribuna.com.br  -  15/05/21  -  20:12
Dia D contou com a participação de oficiais do Exército e da Marinha   Foto: Anderson Bianchi/PMS

As ações de prevenção contra a proliferação do Aedes aegypti eliminou 106 criadouros do mosquito neste sábado (15) em Santos. Mais de 200 pessoas participaram da ação, incluindo, além dos profissionais e agentes de saúde, oficiais do Exército e da Marinha. Um carro de som circulou pelo município informava sobre medidas de prevenção.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


Foram visitados 2.113 endereços do município e pessoas foram conscientizadas também em uma tenda instalada na Praça das Bandeiras, no Gonzaga, e em um pedágio informativo na entrada da Cidade. O Aedes aegypti transmite dengue, chikungunya, zika vírus e febre amarela urbana.


A Secretaria de Saúde de Santos pede que os munícipes mantenham tampados: caixas d'água, vasos, ralos, aquários e sanitários. Também é indicado que seja aplicado três vezes por semana cloro, cândida, sal ou creolina em ralos abertos. Barcos e caiaques devem ser guardados com aberturas viradas para baixo. Potinhos de pets devem ser lavados com bucha e calhas devem ser obstruídas.


Caso haja suspeita da doença, é indicado procurar a policlínica mais próxima. Denúncias sobre imóveis devem ser feitas pelos canais da Ouvidoria Municipal, como o número 162.


Em Santos, foram registrados neste ano 1.413 casos de chikungunya, com uma morte, e 1.214 casos de dengue. O secretário da Saúde, Adriano Catapreta, afirma que o aumento pode ter sido consequência da pandemia de covid-19. "Muitas pessoas não adotaram as medidas preventivas em seus imóveis e nossos agentes não puderam fazer as ações e orientações de casa a casa da mesma forma do que nos anos anteriores", explicou.