Trump e auxiliares mostram otimismo sobre recuperação econômica forte no país

Presidente norte-americano voltou a fazer críticas para a China

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou nesta quinta-feira (18) que seu governo almeja uma recuperação rápida, diante da pandemia da covid-19. "Estamos buscando recuperação econômica em V e parece que é isso que teremos", disse ele, durante evento na Casa Branca sobre o apoio a pequenas empresas. Além disso, Trump voltou a criticar a China, dizendo que os americanos têm ainda a opção de se "desvincular" do país asiático e referindo-se ao novo coronavírus como uma "praga chinesa" inesperada.

Trump defendeu as medidas de seu governo para apoiar a economia, sobretudo as pequenas empresas, foco do evento desta tarde. Ele destacou o fato de que o índice acionário Nasdaq atingiu recorde histórico mesmo durante uma pandemia, o que seria um sinal de otimismo com a retomada. "Isso é incrível", disse, projetando que o terceiro e o quarto trimestres deste ano serão "ótimos" e 2021 será "fantástico" para a economia americana.

Também presente no evento, o diretor do Conselho Econômico Nacional, Larry Kudlow, foi outro a mostrar otimismo, ao dizer que o relatório de empregos (payroll) de junho deve ser positivo e também que o governo acredita que pode compensar as perdas causadas pela pandemia até o primeiro trimestre de 2021. O secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, destacou os programas adotados nos últimos meses pelo governo para enfrentar a situação, também afirmando que eles têm sido um sucesso, "especialmente para as pequenas empresas".

Tudo sobre: