Líder do governo na Câmara diz que resultado da eleição será respeitado

O deputado Ricardo Barros (PP-PR) disse que os bolsonaristas estão frustrados com a derrota do presidente da República

Por: Estadão Conteúdo  -  31/10/22  -  11:03
As afirmações do deputado foram feitas em entrevista ao jornal da manhã da Rádio Jovem Pan
As afirmações do deputado foram feitas em entrevista ao jornal da manhã da Rádio Jovem Pan   Foto: José Cruz/Agência Brasil

Líder do governo na Câmara dos Deputados, deputado Ricardo Barros (PP-PR), disse nesta segunda-feira (31), pela manhã que os bolsonaristas estão frustrados com a derrota do presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), para Luiz Inácio Lula da Silva (PT), neste segundo turno da corrida presidencial. Utilizando o mesmo discurso usado durante essa campanha, o parlamentar disse que a derrota, por uma pequena margem de votos, se deve à "força" que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) deu ao petista e às pesquisas de intenção de voto, que erraram mais uma vez. "Boa parcela do eleitorado prefere votar em quem está na frente e isso nos prejudicou", destacou.


Clique, assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe centenas de benefícios!


As afirmações do deputado foram feitas em entrevista ao jornal da manhã da Rádio Jovem Pan. Mesmo com as críticas, Barros disse que o resultado da eleição será respeitado porque faz parte das regras da democracia.


Há mais de 12 horas depois da confirmação do resultado do pleito, quebrando o protocolo da seara política na qual o derrotado cumprimenta o vencedor e reconhece o pleito, Bolsonaro não apareceu e não falou absolutamente nada, nem pelas redes sociais.


A informação da noite do domingo é que ele tinha ido dormir, por volta das 22 horas, e que não recebeu ministros e aliados no Palácio do Alvorada.


Indagado sobre o mandatário, Barros desconversou.


A emissora noticiou que por volta das 7h30 desta segunda-feira, o senador Flávio Bolsonaro chegou ao Alvorada. Mas até o fechamento deste texto não havia nenhuma notícia, manifestação ou pronunciamento de Bolsonaro e de seus filhos, que sempre foram muito presentes nas redes sociais.


Logo A Tribuna
Newsletter