Jair Bolsonaro vence em todas as cidades da Baixada Santista

Melhor desempenho do presidente eleito foi em Praia Grande e Santos; três cidades do Litoral Sul tiveram grande índice de abstenção.

Por: De A Tribuna On-line  -  29/10/18  -  20:24
  Foto: Tânia Regô/Agência Brasil

Se as eleições se resumissem à Baixada Santista, o presidente da República eleito, Jair Bolsonaro, venceria com vantagem confortável. O candidato do PSL, que conquistou o cargo no domingo (28), venceu em todas as cidades da Baixada Santista no segundo turno das eleições. Praia Grande e Santos, por exemplo, foram as cidades onde o presidenciável obteve as votações mais expressivas.


Em toda a Baixada Santista, Bolsonaro teve 68,7% dos votos válidos, quando se exclui os votos brancos e nulos, índice acima da média nacional e estadual, o que corresponde a 620.671 votos. Fernando Haddad (PT), derrotado nas urnas, registrou 31,3%, correspondentes a 283.146 votos.


Embalado pela campanha promovida por Alberto Mourão (PSDB) em Praia Grande, Bolsonaro conquistou 72,34% (102.534 votos) na cidade, contra 27,66% (39.211 votos) de Haddad. Em Santos, o candidato do PSL conquistou 71,35% (168.843 votos), e o petista 28,65% (67.785 votos).


Candidato derrotado, Haddad (PT) teve melhor desempenho em Cubatão e SV
Candidato derrotado, Haddad (PT) teve melhor desempenho em Cubatão e SV   Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

Cubatão e São Vicente foram as cidades em que o Haddad teve a menor diferença diante de Bolsonaro. Na cidade que foi comandada pelo PT entre 2009 e 2016, o candidato registrou 39,60% (25.584 votos), ante 60,4% (39.026 votos) do presidente eleito. Haddad também foi bem em São Vicente, com 33,52% (57.415 votos), ante 66,48% (113.848 votos) de Bolsonaro.


Os índices expressivos também foram registrados entre as abstenções. Peruíbe foi a cidade com a maior porcentagem delas, com 31,49%. Em seguida, aparece Itanhaém, com 30,87%, e Mongaguá, com 30,67%. Em contrapartida, Santos foi a que menos teve abstenção.


Logo A Tribuna