EDIÇÃO DIGITAL

Segunda-feira

6 de Julho de 2020

Carlos Alberto Decotelli não é mais ministro da Educação

Professor pediu demissão do cargo nesta terça-feira (30) durante encontro com o presidente Jair Bolsonaro

Carlos Alberto Decotelli não é mais ministro da Educação (MEC). O professor pediu demissão do cargo nesta terça-feira (30) durante encontro com o presidente da República, Jair Bolsonaro.

A passagem de Decotelli no MEC durou menos de uma semana. O ex-ministro sai após a repercurssões negativas sobre a acusação de plágio em uma dissertação de mestrado e informações falsas que foram incluídas em seu currículo. 

Ainda na segunda-feira, o professor havia conversado com Bolsonaro e disse que continuava ministro. A situação do então ministro piorou após a Fundação Getúlio Vargas (FGV) negar que ele tenha sido professor na instituição. Segundo a instituição, ele atuou como professor colaborador "nos cursos de educação continuada, nos programas de formação de executivos".

Segundo o jornal O Globo, Sergio Sant'Ana, ex-assessor de Abraham Weintraub, e Ilona Becskeházy, atual secretária de Educação Básica, surgem como opções para chefiar o MEC. Outro nome cotado é o de Gilberto Garcia, frei franciscano e que já foi membro do Conselho Nacional de Educação (CNE).  Já Decotelli teria sugerido o nome de Antônio Veronezi, empresário ligado a Onyx Lorenzoni e Weintraub.

*com informações do jornal O Globo

Tudo sobre: