EDIÇÃO DIGITAL

Quarta-feira

18 de Setembro de 2019

Canal de TV francês vaza conversa onde Macron fala sobre Bolsonaro: 'Não é postura de presidente'

Imagens mostram diálogo entre presidente da França, Sebastián Piñera, do Chile e a chanceler alemã Angela Merkel

O canal de televisão francês CNews divulgou, nesta semana, uma conversa do presidente do país, Emmanuel Macron, onde ele comenta as desavenças com o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro. A fala foi registrada nos bastidores da reunião do G7, realizada em Biarritz, na França, em agosto.

Participam do diálogo, além de Macron, o presidente do Chile, Sebastián Piñera e a chanceler da Alemanha, Angela Merkel. O chefe de Estado francês criticou fortemente Bolsonaro. Ele recebeu o apoio dos outros participantes. 

A conversa inicia com Piñera comentando que viu a reação de Macron as falas de Bolsonaro e que foi incrível. Macron, então, responde: "Eu tinha que reagir. Eu queria ser pacífico. Queria ser correto, construtivo com o cara (Jair Bolsonaro) e respeitar a sua soberania. Mas eu não poderia aceitar isso".

O chefe de Estado chileno e Angela Merkel concordam com o francês. 

Na sequência, Emmanuel Macron demonstra indignação em relação a atitude do presidente brasileiro, que cancelou uma reunião com o ministro de Relações Exteriores da França, Jean-Yves Le Drian, e apareceu em uma live no Facebook, na hora do encontro, cortando o cabelo. Dias depois, Drian ironizou a "urgência capilar" de Bolsonaro.

"Você sabe o que ele fez quando meu ministro de Relações Exteriores foi lá? Ele deveria recebê-lo e cancelou no último minuto para cortar o cabelo. E filmou a si mesmo. Desculpe, mas isso não é postura de um presidente"