Logo A Tribuna
ASSINE
Icone usuario ENTRAR
CLUBE IMPRESSO ACERVO ASSINANTE

Caio França critica vetos do governo João Doria em dois projetos

Governador vetou instalação dos dispensadores de álcool gel nos transportes públicos estaduais e maior transparência na regulação de vagas da CROSS

Por: Por ATribuna.com.br  -  12/03/21  -  22:20
Atualizado em 12/03/21 - 22:26
O parlamentar vai trabalhar para derrubar o veto do governador na Alesp
O parlamentar vai trabalhar para derrubar o veto do governador na Alesp   Foto: Divulgação

O deputado estadual Caio França (PSB) criticou, nesta sexta-feira (12), a decisão do governador João Doria (PSDB) que vetou dois projetos de lei de sua autoria. O primeiro tratava dainstalação dos dispensadores de álcool gel nos transportes públicos estaduais (PL nº 80/20) e o de conceder maior transparência na regulação de vagas da Central de Regulação de Oferta de Serviços de Saúde (CROSS) (PL nº 361/20).


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


Ambos foram apresentados em março e maio de 2020, respectivamente, e foram aprovados pela Alesp em fevereiro deste ano. O parlamentar vai trabalhar para derrubar o veto do governador na Alesp.


O Executivo justificou que o álcool gel é muito perigoso em razão do alto grau de inflamabilidade, o que inviabilizaria a implantação do mesmo nos transportes públicos. O deputado entende que o argumento é raso e que há um ano as pessoas utilizam diariamente o produto recomendado para combater o vírus, alegando que o risco é menor do que a segurança que ele oferece em termos de proteção.


Em relação à CROSS, o governo justificou que a regulação do serviço de saúde é de competência do Executivo. Dessa forma, o deputado disse que deve apresentar novo trabalho legislativo solicitando que o Executivo cumpra, portanto, com o papel em divulgar as listagens de pacientes que aguardam remanejamento e vagas ambulatorial e hospitalar da rede pública de saúde do estado de São Paulo.


“A transparência é essencial neste momento de crise gerado pela pandemia, de falta de leitos, de colapso na saúde para que as pessoas possam acompanhar pessoalmente o seu status de atendimento”, reforçou França.


O parlamentar disse ainda que essa é mais uma demonstração da falta de conexão do governo estadual com as demandas da população paulista. “Ao aprovar a instituição de datas comemorativas e outros projetos que não trazem benefícios diretos ao povo, em plena pandemia, o governador manifesta quais são as suas prioridades e mais uma vez desmerece o papel do Poder Legislativo”, finalizou Caio.


Logo A Tribuna