CLUBE IMPRESSO ACERVO COVID
Vigilante tem surto e faz diretora da Fundação CASA refém por mais de uma hora no Litoral de SP
Profissional surtou por conta da falta de pagamento por parte da empresa de segurança que presta serviços na unidade
Por: Por ATribuna.com.br  -  17/04/21  -  11:43
Diretora da Fundação CASA de Mongaguá ficou refém por mais de uma hora nesta sexta-feira   Foto: Reprodução/TV Tribuna

A diretora da Fundação CASA de Mongaguá foi feita refém por mais de uma hora por um vigilante que presta serviços na unidade, no início da noite desta sexta-feira. O profissional teve um surto, quando entrava no expediente, devido a falta de pagamentos por parte da empresa terceirizada de segurança.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


Segundo informações da assesoria de imprensa da Fundação CASA, repassadas para ATribuna.com.br, o vigilante, que trabalharia no horário noturno, nesta sexta-feira, teve um surto em razão do atraso de salário da empresa terceirizada de segurança que presta serviços na unidade.


Armado, o profissional entrou na unidade e rendeu a diretora da Fundação CASA da cidade por volta das 18h.


Equipes da Polícia Militar foram acionados até o local, onde se iniciou negociações pela liberação da vítima. Demais seguranças da unidade também auxiliaram nas conversas e tratativas. Durante o diálogo, ele teria dito que soltaria a diretora e largaria a arma, uma vez que o pagamento fosse efetuado.


Cerca de 1h30 depois, por volta das 19h30, o vigilante, então, liberou a diretora e se desfez da arma, sendo rendido imediatamente pelos policiais militares. A diretora não teve ferimentos e passa bem.


O vigilante foi encaminhado sob escolta policial para a Delegacia de Mongaguá, onde a ocorrência será apresentada.


ATribuna.com.br tentou entrar em contato com a empresa terceirizada de segurança na qual o vigilante presta serviços, mas não obteve nenhum retorno até a publicação da reportagem.