EDIÇÃO DIGITAL

Sábado

8 de Agosto de 2020

Vídeo mostra prefeito de São Vicente imobilizando vizinho durante briga; assista

Pedro Gouvêa (MDB) justificou que imagens contribuem para mostrar a “verdade”

A mulher do prefeito vicentino Pedro Gouvêa (MDB) divulgou nesta terça-feira (14) em suas redes sociais dois fragmentos do vídeo da confusão envolvendo o marido e um vizinho, que foi à cobertura do casal reclamar de barulho. As gravações têm 12 segundos cada uma. Elas mostram momentos distintos do desentendimento que virou caso de polícia, mas não exibem o momento em que o chefe do Executivo teria desferido um soco no rosto do comerciário Christian Rosa Leal Nogueira.

Apesar de os vídeos terem sido postados nas redes sociais, Gouvêa os encaminhou para a Reportagem por meio do aplicativo WhatsApp. Ao compartilhá-los, o prefeito justificou que ele contribui para mostrar a “verdade” do episódio. A confusão ocorreu domingo à noite no edifício onde as partes residem, no Boa Vista. O caso foi registrado na Delegacia de São Vicente como “lesão corporal”.

De acordo com o prefeito, ele teve a área de serviço de seu apartamento invadida pelo vizinho. Christian tentou tomar o celular usado pela mulher de Gouvêa para filmar o desentendimento, empurrando-a e torcendo o braço dela. Ainda conforme o chefe do Executivo, ele sofreu escoriações e teve uma corrente de ouro quebrada ao reagir para defender a esposa.

“Seguirei em frente com a representação criminal, já que o único que sofreu agressão e está com lesões corporais fui eu”, disse Christian para a Reportagem. O primeiro vídeo mostra o comerciário conversando com o prefeito, que pede para ele retornar em outra ocasião “de boa”, pois está “alcoolizado”.

Esta gravação encerra quando Christian estica a mão em direção ao celular e a imagem fica toda escura. O segundo vídeo mostra o prefeito imobilizando o vizinho pelo pescoço. Os dois estão em pé, um de frente para o outro. O comerciário tenta se desvencilhar, mas Gouvêa o segura com força. Simultaneamente, é possível ouvir a autora da filmagem realizar a sua narração da cena: “Alguém vem aqui, por favor. Ele está alcoolizado agredindo o Pedro”.

Antecedente

Christian registra condenação pelo crime de lesão corporal dolosa grave, porque agrediu um homem que ficou incapacitado para as funções habituais por mais de 30 dias. A vítima levou um soco no nariz e precisou ser operada. A pena de um ano de reclusão, em regime aberto, foi substituída por prestação de serviços à comunidade ou a entidades públicas.

A agressão aconteceu durante discussão de trânsito no dia 4 de maio de 2015, na esquina da Rua Riachuelo com a Praça Mauá, no Centro de Santos. Em 5 de julho de 2018, a juíza Elizabeth Lopes de Freitas, da 4ª Vara Criminal, condenou o réu. Sob a alegação de que agiu em “legítima defesa”, ele recorreu. Por unanimidade, em maio deste ano, a 13ª Câmara de Direito Criminal do Tribunal de Justiça de São Paulo negou provimento à apelação e manteve a sentença.

Tudo sobre: