Tartaruga ameaçada de extinção morre após ficar presa em rede de pesca em Guarujá

Outras duas tartarugas da mesma espécie, que também foram encontradas presas na rede de pesca, foram resgatadas com vida após denúncia

Três tartarugas-verde (Chelonia Mydas), espécie ameaçada de extinção, foram encontradas presas a uma rede de pesca em Guarujá, na terça-feira (8). Um dos animais não resistiu aos ferimentos e morreu, enquanto o outro foi levado para tratamento e a terceira foi devolvida ao mar.

Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal, GloboPlay grátis e descontos em dezenas de lojas, restaurantes e serviços

Policiais militares da Companhia de Polícia Militar Ambiental Marítima (CiaMar) receberam uma denúncia de pesca irregular no Guaiúba. Ao chegar ao local indicado, localizaram uma rede de pesca armada, no costão da praia.

Segundo a PM, a rede de pesca media cerca de 150 metros de comprimento. Dentro dela, havia 20 peixes, em sua maioria da espécie guaivira. Todos eles foram devolvidos ao mar pelos policiais.

Além disso, uma tartaruga-verde estava presa na rede, apresentando sinais de afogamento. Mesmo após tentativas de reanimá-la, ela não resistiu aos ferimentos e morreu. Outras duas tartarugas da espécie foram resgatadas com vida por moradores, antes mesmo da chegada dos policiais.

Uma delas, que estava em ótimas condições, foi devolvida para o mar. Já a outra, que estava debilitada, foi encaminhada para a sede do Instituto Gremar, onde passará por tratamento até poder retornar para seu habitat natural.

A tartaruga-verde está em risco de extinção e, segundo a Polícia Ambiental, uma das causas para isso é o uso do tipo de rede de pesca denominada de 'boiada', método não permitido, em que as tartarugas podem se enroscar e, posteriormente, morrer.

Ainda segundo as autoridades, até o momento, não foi possível identificar o responsável pela rede de pesca colocada na praia. Todo o material irregular encontrado foi apreendido.

Tudo sobre: