Receita Federal apreende no Porto de Santos 501 kg de cocaína em carga de açúcar

Droga seria despachada pelo cais santista para Gana, na África

Mais de meia tonelada de cocaína foi descoberta nesta terça-feira (23) no meio de um carregamento de 270 toneladas de açúcar acondicionado em dez contêineres. A droga seria despachada de navio pelo complexo portuário santista para Gana, na África. Porém, suspeita-se que o destino do entorpecente seria a Bélgica, porque a embarcação fará baldeação no porto de Antuérpia. Ninguém foi preso.

Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!

A pesagem da cocaína totalizou 501 quilos. Equipes da Receita Federal utilizaram escâner e cães farejadores para a localização do entorpecente. Porém, antes houve um trabalho de análise de dados, tais como tipo de carga e o seu destino, importadores e exportadores. Oficialmente, o órgão atribuiu a apreensão a “trabalhos de rotina de vigilância e repressão aduaneiras”.

Neste ano, já foram interceptados no Porto de Santos mais de duas toneladas e meia de cocaína. Em 2020, houve a apreensão de mais de 20 toneladas. A droga é oculta nos mais variados tipos de cargas, como sucata, óleo, limão, farinha, papel, açúcar, café, máquinas e tripas de carne.

Na apreensão recorde, ocorrida no ano passado, 2.932 quilos de cocaína destinados ao porto holandês de Roterdã estavam em bobinas de alumínio.

Cães farejadores foram utilizados para localizar a droga em carregamento no cais santista (Foto: DIvulgação/Receita Federal)
Tudo sobre: