Prisão de líder do tráfico de Santos revela conversas sobre a morte de policial da Rota; VÍDEO

Criminoso conhecido como ‘Nego Boy’, era responsável pela logística de drogas e armas na região do Rádio Clube

Por: ATribuna.com.br  -  12/02/24  -  10:39
Atualizado em 12/02/24 - 10:43
Caio Vinícius de Almeida Silva, o 'Nego Boy', foi preso em apartamento de alto padrão em Praia Grande, onde vivia com a família
Caio Vinícius de Almeida Silva, o 'Nego Boy', foi preso em apartamento de alto padrão em Praia Grande, onde vivia com a família   Foto: Divulgação/Polícia Civil

Conversas sobre a execução do policial militar (PM) Samuel Wesley Cosmo, das Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota), foram encontradas em um celular apreendido na casa de Caio Vinícius de Almeida Silva, de 35 anos, o ‘Nego Boy’.O criminoso foi preso em um apartamento de luxo em Praia Grande na última sexta-feira (9),em ação que fez parte da 3ª fase da Operação Verão. (Veja em vídeo mais abaixo)


Caio é apontado como sendo um líder do tráfico de drogas no Rádio Clube, em Santos, onde o agente foi morto. Segundo o boletim de ocorrência registrado, também foram encontradas conversas a respeito de biqueiras e armas de fogo que mencionavam, inclusive, disparos de metralhadora na região.


O que chamou a atenção dos policiais, entretanto, foram as conversas sobre a execução do PM Samuel Wesley Cosmo, assassinado com um tiro no olho durante patrulhamento na comunidade do Mangue Seco, próximo à Praça José Lamacchia, região do Rádio Clube, em Santos, no dia 2 de fevereiro. O teor das mensagens, conforme a Polícia Civil, indica que ‘Nego Boy’ tem liderança sobre os criminosos que atuam no bairro.


Prisão de 'Nego Boy'

Ainda de acordo com o boletim de ocorrência, ‘Nego Boy’ se recusou a abrir a porta do apartamento onde vivia, o que obrigou os policiais civis a forçarem a entrada. No imóvel, os agentes encontraram o criminoso acompanhado da esposa e duas crianças.




Nas buscas pelo apartamento, os policiais encontraram porções de maconha no banheiro do quarto da suíte do casal, além de 25 telefones celulares no mesmo quarto. Em um dos aparelhos, foram encontrados arquivos que indicavam a ligação de ‘Nego Boy’ com atividades promovidas por uma organização criminosa e com o tráfico de drogas.



Segundo a Polícia Civil, a prisão é resultado do trabalho de inteligência que apontou o seu envolvimento no tráfico de drogas. As investigações apontaram o criminoso como o responsável pela logística de drogas e armas de fogo no bairro Rádio Clube.



Ao ser interrogado, o suspeito negou ter vínculo com o crime organizado e a prática do tráfico de drogas. Ele ainda disse que só responderia alguns dos questionamentos feitos pela polícia após ter conhecimento sobre as investigações.


Logo A Tribuna
Newsletter