EDIÇÃO DIGITAL

Segunda-feira

24 de Fevereiro de 2020

Policiais flagrados jogando corpo em canal de São Vicente alegam que caso foi incidente

Segundo os agentes, o rapaz caiu na água devido a inclinação do barranco e o piso escorregadio

Os policiais militares que foram flagrados jogando o corpo de um adolescente de 16 anos em um canal na comunidade do Dique do Caxeta, em São Vicente, alegaram que o caso foi um incidente. As informações são do portal de notícias G1.

O caso ocorreu em novembro do ano passado. Segundo a publicação, os agentes de segurança disseram que o rapaz caiu na água devido a inclinação do barranco, que estava com o piso escorregadio, o que teria desequilibrado os policiais. O balanço do corpo também teria auxiliado para que o adolescente escorregasse da mão do PM.

Ainda de acordo com os policiais, a vítima foi retirada da água e deixada na beira do canal até a chegada do resgate.

Imagens foram registradas por moradores do Dique do Caxeta após uma operação do BAEP (Foto: AT)

Sobre o caso

As imagens foram registradas após uma operação realizada pelo Batalhão de Ações Especiais (BAEP) na tarde do dia 8 de novembro de 2019. De acordo com a Polícia Militar, 10 indivíduos receberam os policiais com tiros, que revidaram com disparos. Durante o tiroteio, quatro indivíduos morreram e um menor ficou ferido e precisou ser encaminhado ao Hospital Municipal de São Vicente (antigo CREI). 

Ainda segundo a corporação, moradores lançaram pedras, garrafas e objetos contra os policiais, que utilizaram munição não letal para controlar a situação e aguardar a chegada do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu).

Nas imagens registradas por moradores que moram próximo a região onde ocorreu o conflito, uma das testemunhas relata a ação da equipe quando o corpo do adolescente cai no canal. "Eles estão puxando o corpo do moleque. Que agonia! Nossa, eles jogaram dentro da água o corpo dele", desabafou. 

As investigações seguem em andamento. Um Inquérito Policial Militar foi encaminhado para a Justiça Militar solicitando prorrogação de prazo e retorno dos autos.


Operação aconteceu no bairro Jóquei Clube, na comunidade do Dique do Caxeta (Reprodução/Praia Grande Mil Grau)

*com informações do G1

Tudo sobre: