EDIÇÃO DIGITAL

Segunda-feira

10 de Agosto de 2020

Polícia Civil prende 246 e retira das ruas 77 kg de drogas em operação

Números de ação na Baixada Santista e Vale do Ribeira foram divulgados na tarde desta quarta-feira (29)

Na primeira grande operação do ano na região, a Polícia Civil prendeu 246 adultos e deteve 29 adolescentes infratores suspeitos dos mais diversos crimes. Mais de 77,3 kg de drogas e quatro armas de fogo foram retiradas das ruas.

Em 124 viaturas, 480 policiais atuaram na operação nos 24 municípios da região, entre Bertioga e Barra do Turvo, na divisa com o Paraná. Eles saíram a campo às 11h de terça (28) e finalizaram os trabalhos na manhã desta quarta-feira (29).

Os delegados Carlos Schneider, Carlos Henrique Fogolin de Souza e Rubens Eduardo Barazal Teixeira, respectivamente, seccional de Santos, seccional de Itanhaém e titular da Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (Dise) de Santos divulgaram o balanço da operação.

Delegados Carlos Schneider, Carlos Henrique Fogolin de Souza e Rubens Eduardo Barazal Teixeira (Foto: Eduardo Velozo Fuccia/AT)

9 toneladas

Fogolin informou que, em conjunto com a Prefeitura de Mongaguá, policiais daquela cidade aprenderam 9 toneladas de produtos recicláveis em um comércio clandestino na Vila Arens. O local fica em área de preservação ambiental.

"Perícia preliminar constatou alto risco de contaminação ambiental. A prefeitura fará o descarte do material em um aterro sanitário. O dono e o gerente do comércio irregular deverão ser indiciados com base na lei de crimes ambientais", disse o seccional de Itanhaém.

Ecstasy em hotel

Comprimidos de ecstay foram apreendidos por policiais do 4°DP (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Policiais do 4º DP de Santos foram ao prédio que abrigou o Hotel Japonês, na Rua Brás Cubas, 239, na Vila Nova, e lá aprenderam 374 comprimidos de ecstasy.

A droga sintética estava em um dos quartos do hotel desativado. Ninguém foi preso, mas já há pistas de quem seja o dono do entorpecente. Há vários anos, o prédio foi invadido. Nele, já ocorreram prisões por tráfico e até crimes de morte.

Cemitério clandestino

Segundo o delegado Barazal, equipes da Dise foram em uma área de mata fechada no bairro Melvi, em Praia Grande, checar informações de tráfico de drogas e da existência de um cemitério clandestino. Quando policiais da especializada chegaram ao local, três homens não identificados fugiram correndo pelo matagal.

Na fuga, o trio abandonou 14,3 kg de cocaína, 24 frascos de lança-perfume, balança e 4 mil cápsulas vazias destinadas ao armazenamento de drogas. O cemitério clandestino não foi encontrado, mas as buscas continuam.

Mais números

Entre os 246 adultos presos, 45 foram autuados em flagrante e 201 tinham contra si ordens de captura expedidas pela Justiça, segundo informou o delegado Schneider. Os 77,3 kg de drogas apreendidos são compostos por 30 kg de maconha, 40,7 kg de cocaína e 6,6 kg de crack.

Um dos procurados da Justiça capturados é Roney Cunha Trindade. Ele é acusado de efetuar um disparo de espingarda no peito de uma gestante. A mulher e o bebê sobreviveram. A tentativa de feminicídio aconteceu em Eldorado, no Vale do Ribeira, em 5 de dezembro de 2019. Na casa de Roney, foi apreendida a arma do crime.

Tudo sobre: