PM de folga atira na direção de ladrões durante assalto a turistas em Guarujá

Cinco bandidos armados tentavam cometer crime na rotatória da Avenida Vereador Lydio Martins Corrêa

Cinco marginais armados assaltaram dois turistas que passavam de carro pela rotatória da Avenida Vereador Lydio Martins Corrêa, em Guarujá, no início da noite de domingo (21). Um policial militar à paisana e de folga, que dirigia o veículo de trás, presenciou a cena e disparou na direção dos ladrões, afugentando-os.

Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!

As vítimas são um contador e um empresário. Moradores na região do ABC, eles retornavam para suas casas em um Hyundai Elantra, após passarem o final de semana na praia. Porém, quando o veículo teve a velocidade reduzida ao passar pela rotatória, já próximo à Rodovia Cônego Domênico Rangoni, a quadrilha praticou o ataque.

Em segundos, o Elentra foi cercado e teve as portas abertas. Um dos ladrões portava arma de fogo e entrou no carro com os comparsas, que estavam com as mãos na cintura, simulando também estarem armados. O bando pegou dois celulares, óculos de sol, quatro cartões bancários, CNH, corrente de ouro, bolsa com roupas e outros pertences.

O policial desembarcou do seu carro e se identificou, mas o assaltante que segurava a arma a apontou para ele. O agente de segurança portava uma pistola calibre .40 e disparou seis vezes para repelir o iminente atentado contra ele. Todos os criminosos fugiram e o militar não sabe se algum deles foi atingido.

Um dos ladrões pedalava uma bicicleta, que foi abandonada nas imediações durante a fuga. Outros policiais militares, em viaturas, realizaram patrulhamento pela área, mas não conseguiram prender os marginais. Foram realizados contatos com hospitais e prontos-socorros, mas não houve a entrada de baleados.

Os turistas e o policial militar de folga compareceram à Delegacia de Guarujá e o delegado Caio de Azevedo Menezes registrou o caso. Ainda não há pistas dos criminosos. Suspeita-se que o bando seja autor de outros roubos a motoristas cometidos naquela região.

Tudo sobre: