Padrasto é preso por molestar enteada de 12 anos no litoral de SP

A menina dormia em seu quarto quando foi surpreendida pelo indivíduo, na madrugada de sexta-feira (13)

Um homem foi preso em flagrante sob a acusação de molestar sexualmente a enteada de 12 anos. O crime teria ocorrido na residência onde eles moram, em Bertioga. Conduzido à delegacia do município, o acusado foi autuado em flagrante por estupro de vulnerável. O crime é hediondo e a sua pena varia de oito a 15 anos de reclusão.

Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal, GloboPlay grátis e descontos em dezenas de lojas, restaurantes e serviços!

A menina dormia em seu quarto quando foi surpreendida pelo padrasto, na madrugada de sexta-feira (13). O homem tem 36 anos e chegou em casa embriagado. De acordo com a garota, o acusado deitou-se na cama dela e retirou o seu short. Em seguida, ele colocou a mão por dentro da calcinha e apalpou as partes íntimas da enteada.

A mãe da menina disse que acordou com os gritos da filha. Acionados até a residência, policiais militares encontraram a mulher, a menina e o acusado. Segundo os PMs, o homem estava “agitado” e se limitou a negar os fatos. Na delegacia, ele ficou mais alterado e começou a se debater na cela, lesionando-se.

Ao ser interrogado pelo delegado Marcello Marinho de Oliveira, o acusado alegou que chegou em casa bêbado e deitou-se ao lado da enteada, que o “agarrou” pelo pescoço. Ainda conforme o homem, ele imaginou que a menina “quisesse algo”, retirou o short dela e a “dedilhou”.

Tudo sobre: