Operação da Polícia Civil prende 205 pessoas na Baixada Santista e Vale do Ribeira

Ação foi realizada em 24 municípios; também foram retirados das ruas 81,7 quilos de drogas, 232 litros de lança-perfume, dez armas de fogo e 12 veículos de origem criminosa ou suspeita

Por: Eduardo Velozo Fuccia  -  20/12/18  -  21:38
Delegados falam sobre operação da Polícia Civil na Baixada Santista e Vale do Ribeira
Delegados falam sobre operação da Polícia Civil na Baixada Santista e Vale do Ribeira   Foto: Eduardo Velozo Fuccia/AT

A Polícia Civil colocou atrás das grades 205 adultos durante operação realizada nos 24 municípios da Baixada Santista, do Litoral Sul e do Vale do Ribeira. Também foram retirados das ruas 81,7 quilos de drogas (maconha, cocaína e crack), 232 litros de lança-perfume, dez armas de fogo e 12 veículos de origem criminosa ou suspeita.


Além dos adultos capturados (29 autuados em flagrante e 176 com mandados de prisão), houve 39 apreensões de adolescentes infratores e 237 detenções de autores de infrações penais de menor potencial ofensivo. Estes últimos foram liberados após a elaboração de termos circunstanciados (TCs).


Entre os adolescentes apreendidos está um de 15 anos, que mantinha em cárcere privado o padrasto, durante sessão do tribunal do crime (leia matéria abaixo). A operação teve início na manhã de quarta-feira (19) e acabou às 11 horas desta quinta-feira (20), abrangendo a área 6º Departamento de Polícia Judiciária do Interior (Deinter-6).


Os resultados da ação policial foram divulgados pelo delegado Manoel Gatto Neto, diretor do Deinter-6; pelos delegados seccionais de Santos e Itanhaém, respectivamente, Carlos Topfer Schneider e Carlos Henrique Fogolin de Souza, e pelo delegado Luiz Ricardo de Lara Dias Júnior, titular da Delegacia de Investigações Gerais de Santos (DIG).


Roubos esclarecidos


Fogolin informou que foram identificados e presos preventivamente quatro marginais pela DIG de Itanhaém. Acusada de roubar residências de veraneio no Litoral Sul, a quadrilha já foi reconhecida em três casos, sendo dois em Mongaguá e um em Itanhaém.


“Nesses três roubos elucidados, oito vítimas reconheceram os acusados. Mas realizamos o levantamento de outros assaltos a casas de temporada, porque suspeitamos que o bando cometeu mais crimes”, disse o seccional de Itanhaém.


Gatto afirmou que a operação desta semana refletirá na diminuição da incidência de criminalidade na região nas festas de fim de ano, devido às prisões efetuadas e das drogas e armas apreendidas.


Porém, o chefe da Polícia Civil garantiu que a instituição continuará de prontidão durante o Natal e o Ano Novo, quando a região receberá grande afluxo de turistas. “Reforçaremos os plantões das delegacias para agilizar o atendimento. Também realizaremos a Operação Segura em diversos locais para coibir casos de embriaguez ao volante e outros delitos de trânsito.


Logo A Tribuna