Museu do Surfe é vandalizado e furtado em Santos: 'Parte da memória do esporte foi perdida'

Entre os itens furtados, duas tradicionais pranchas longboard twin foram levadas

O Museu do Surfe perdeu parte de seu acervo após ser furtado na manhã deste sábado (16), em Santos. De acordo com o idealizador do museu, Diniz Iozzi, o Pardhal, o vidro foi quebrado, a fechadura estava forçada e foram levadas duas pranchas longboard twin (uma amarela e outra azul).

"Parte da memória do surfe de Santos foi perdida", lamentou Pardhal em conversa com ATribuna.com.br. O museu fica no Parque Municipal Roberto Mário Santini, situado na Av. Pres. Wilson, s/nº, no bairro José Menino, em Santos.

Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços! 

O primeiro museu dedicado ao surfe no Brasil possui câmera de segurança e alarme, porém, de acordo com Pardhal, ambos estavam desligados. Além disso, Diniz Iozzi afirma que era para um guarda estar de vigia no local, mas não havia ninguém.

Um funcionário chegou no museu, por volta das 8h, e se deparou com o vidro quebrado (Foto: Vanessa Rodrigues/AT)

A informação chegou aos administradores do local apenas quando um funcionário chegou no museu, por volta das 8h, e se deparou com o vidro quebrado.

Ainda não há informações sobre os suspeitos. Pardhal já tomou as devidas providências e realizou um Boletim de Ocorrência. 

Procurada pro ATribuna.com.br, a Prefeitura de Santos informou que na madrugada deste sábado (16), durante a troca de turno dos guardas municipais que fazem a segurança do Parque Municipal Roberto Mário Santini, duas pranchas foram furtadas do Museu do Surfe, após a porta de vidro ter sido quebrada. Os reparos no local já foram realizados e a ocorrência foi registrada no 7°DP.

Pranchas

De acordo com Pardhal, as pranchas roubadas tinham grande valor, pois são réplicas da década de 60 feitas pelo Eduardo Argento, um dos pioneiros do surfe, que faleceu em 2013.O idealizador do local ainda fez um apelo a quem encontrá-las. "Favor entrar com o Museu do Surfe para devolvê-las", conclui. 

 Quatro longboards twin fazem parte do acervo. À direita, pranchas que foram furtadas: azul e amarela. (Foto: Arquivo Pessoal)
Tudo sobre: