Motorista de aplicativo é baleado por ladrões em São Vicente

Vítima passa bem e disse que pensou se tratar de brinquedo a arma exibida pelos assaltantes.

Um motorista de transporte de passageiros por aplicativo foi baleado por três ladrões que tentaram roubar o seu carro. O crime aconteceu às 4h40 deste sábado (3), em São Vicente. Os criminosos fugiram e não foram identificados. A vítima passa bem e disse que pensou ser de brinquedo a arma exibida pelos assaltantes.

Clique aqui e assine A Tribuna por apenas R$ 1,90. Ganhe, na hora, acesso completo ao nosso Portal, dois meses de Globoplay grátis e, também, dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!

A tentativa de assalto ocorreu logo após o motorista parar o seu Honda City para o desembarque de passageiros, na esquina das ruas Jacob Emerick e Campos Sales, no Centro. O carro estava desligado quando surgiram os marginais. Um deles portava arma de fogo, se aproximou mais do veículo e anunciou o roubo.

A vítima pensou que a arma era de brinquedo e tentou fugir da cena do crime (Divulgação)


A vítima imaginou que o armamento fosse uma réplica e ligou o carro para fugir. O veículo estava com os vidros erguidos e os demais ladrões mandaram o comparsa armado disparar. O revólver ou a pistola que o bandido portava teria “picotado” inicialmente, mas nos últimos acionamentos do gatilho os tiros se consumaram, conforme a vítima.

As balas atravessaram a janela do lado do motorista e saíram pela do passageiro da frente, perfurando os vidros. A vítima se abaixou no momento dos disparos, sendo atingida na região do ombro esquerdo e nas costas. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) a levou ao Hospital Municipal de São Vicente.

Foi determinada perícia do veículo alvo da abordagem criminosa (Divulgação)


O delegado Daniel Pereira de Souza registrou o caso. Ele determinou a realização de perícia no Honda City. Por enquanto, não há pistas dos assaltantes. Na tentativa de identificar os ladrões, investigadores irão analisar eventuais imagens de câmeras de segurança do local do crime e do seu entorno.

 

Motorista classifica episódio como 'milagre' por ter levado tiros de raspão nas costas (Divulgação)

Milagre
ATribuna.com.br conversou com o motorista pela manhã. Ele já havia recebido alta e disse que foi um “milagre” não ter ocorrido algo de mais grave, porque a sua cabeça estava na “linha dos tiros”, antes de se abaixar. Uma das balas atingiu de raspão as costas e outra transfixou o braço esquerdo, próximo ao ombro.

Tudo sobre: