Motociclista é morto ao ameaçar patrulha da GCM com arma de fogo no Litoral de SP

Ele fugiu de ordem de parada após guardas suspeitarem que o veículo estava sendo usado para cometer crimes

Por: ATribuna.com.br  -  02/04/24  -  06:44
Suspeito tentou fugir da equipe da Romu após ordem de parada, mas ameaçou oficiais após ser perseguido
Suspeito tentou fugir da equipe da Romu após ordem de parada, mas ameaçou oficiais após ser perseguido   Foto: Divulgação/Prefeitura de Guarujá

Um homem, de 27 anos, foi morto depois de apontar uma arma de fogo de uso restrito contra uma guarnição da Ronda Ostensiva Municipal (Romu), da Guarda Civil Municipal (GCM), em Guarujá, no Litoral de São Paulo, na tarde de domingo (31). Em defesa, os agentes interviram, disparando contra o homem, que estava sendo monitorado por comportamento suspeito, informaram a Prefeitura e a Secretaria de Segurança Pública (SSP).


Clique aqui para seguir agora o novo canal de A Tribuna no WhatsApp!


A equipe da Romu realizava um patrulhamento na Rua Pará, no bairro Enseada, quando desconfiaram da atitude de um grupo de motociclistas que passava pela Rua Bragança. Um deles estava em uma moto com características semelhantes à identificada em crimes de furtos e roubos pela região.


Assim que percebeu o acompanhamento dos guardas, o motociclista iniciou fuga e, apesar de receber ordem de parada, seguiu em disparada para um terreno próximo.


Os agentes deram início a uma perseguição e alcançaram o suspeito, que freou bruscamente e sacou uma arma de fogo. Ao apontar contra os guardas, eles revidaram, atingindo o indivíduo.


Com o suspeito ferido, a GCM solicitou o socorro do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas o homem veio a óbito ainda no local.


A Polícia Civil foi acionada para realizar a perícia da ocorrência. A arma do suspeito, identificada como sendo de uso restrito, foi apreendida, assim como as utilizadas pelos agentes. O caso foi registrado na Delegacia Sede de Guarujá.


Logo A Tribuna
Newsletter