Lutador imobiliza menor durante tentativa de assalto em Praia Grande; vídeo

Vítima entrou em luta corporal contra um grupo de menores que tentou roubar seu celular no bairro Cidade Ocian

Um homem que prefere não se identificar relatou para ATribuna.com.br o momento que entrou em luta corporal contra um grupo de quatro menores que tentou assaltá-lo em Praia Grande. A vítima conseguiu imobilizar um dos adolescentes. O caso ocorreu no início deste mês. Câmeras de segurança flagraram a cena.

Clique aqui e assine A Tribuna por apenas R$ 1,90. Ganhe, na hora, acesso completo ao nosso Portal, dois meses de Globoplay grátis e, também, dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!

A vítima contou que estava sentado em frente ao seu prédio depois de um passeio com o cachorro, no bairro Cidade Ocian. Por volta de 21h40, ele reparou atitudes suspeitas de quatro rapazes que estavam em bicicletas.

"Percebi que eles passaram algumas vezes pela minha frente. Eu guardei o celular no bolso e vieram me abordar. Parecia até algum tipo de negociação na hora de anunciar o assalto. Eu falei, 'mostra a arma e eu entrego o celular. Sem arma, não entrego nada'", relatou.

Após a abordagem, a vítima - que diz ser praticante de artes marciais - lutou com alguns dos menores que tentavam tomar seu celular. "Dois conseguiram fugir, enquanto que entrei em luta corporal com dois. Mais um deles fugiu, enquanto que imoblizei o outro", comenta.

Câmeras de segurança mostram a ação dos menores, que dura cerca de dez minutos até a chegada da polícia. 

Vizinhos acionaram a PM após presenciaram o confronto entre a vítima e dois menores (Foto: Reprodução)

Segundo a vítima, os vizinhos começaram a notar um barulho suspeito vindo da rua. Ao presenciar o confronto entre a vítima e os menores, acionaram a polícia - que chegou poucos minutos depois.

A vítima e o menor detido foram encaminhados para a delegacia de Praia Grande, onde a ocorrência foi registrada. Na delegacia, a vítima descobriu que o adolescente tinha 15 anos e que já tinha passagem por furto quando tinha 14 anos.

Os pais do assaltante foram solicitados à delegacia, e o menor foi liberado. A vítima precisou fazer exames de corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML) de Praia Grande.

"Minha maior indignação é que eles não sofrem nenhum tipo de punição, e eles sabem disso. Tanto que são liberados e voltam a cometer crimes. Ele já foi detido por um furto, foi liberado, e agora tentou me assaltar de novo", desabafou a vítima.

Ocorrência foi apresentada na Delegacia de Praia Grande (Foto: AT)
Tudo sobre: