EDIÇÃO DIGITAL

Quinta-feira

6 de Agosto de 2020

Ladrão trapalhão atira na própria mão após roubar bicicleta e pistola de bombeiro da PM em Guarujá

Ele e o comparsa foram presos em flagrante com os objetos tomados de assalto

Dois marginais agrediram um policial militar do Corpo de Bombeiros para roubar a sua bicicleta e uma pistola Imbel calibre .40 pertencente à corporação. O assalto aconteceu à meia-noite desta segunda-feira (15) em Vicente de Carvalho. Momentos depois, outros PMs detiveram os ladrões, após um deles se ferir com um tiro acidental na mão esquerda.

O bombeiro tem 42 anos. De folga e à paisana, ele conversava com uma amiga em uma praça da Rua João Leite Soares, no Jardim Boa Esperança, quando surgiram Giovani Marques dos Santos e Carlos Trajano de Arruda Neto, ambos de 19 anos. A dupla empurrou a vítima da bicicleta e a derrubou no chão.

Em seguida, os marginais passaram a revistar o bombeiro na tentativa de pegar a sua carteira. Receoso de que a arma de fogo fosse descoberta, o policial virou-se de lado para escondê-la, mas acabou sacando-a porque não conseguiria ocultá-la por muito tempo. A vítima também tentou se levantar, mas foi derrubada de novo.

Com o segundo empurrão, a pistola caiu no chão e foi roubada pelos ladrões, que fugiram levando também a bicicleta. O bombeiro logo comunicou o assalto a policiais que patrulhavam o bairro de viatura. Não demorou muito, Giovani foi preso na Rua São Salvador, nas imediações. Ele estava com a Imbel e chegou a efetuar dois disparos.

Os policiais não revidaram os tiros e se aproximaram de Giovani após o segundo disparo. O rapaz atingiu a própria mão acidentalmente e decidiu se entregar, deitando-se no chão. A dois quarteirões dali, na Rua João Anselmo da Rocha, outros PMs prenderam Carlos. Ele tentava se esconder em um matagal com a bicicleta roubada.

Antes de ser levado à Delegacia de Guarujá, Giovani foi conduzido ao pronto-socorro e medicado. O bombeiro não teve dúvidas em reconhecer o rapaz baleado e Carlos como os autores do roubo. O delegado Thiago Nemi Bonametti autuou a dupla em flagrante e ela foi recolhida à cadeia.

Tudo sobre: