Jovem sofre importunação sexual de motorista no litoral de SP: 'Ser mulher não é fácil'

Segundo a vítima, homem passou a mão em suas pernas durante toda a viagem

Uma carona terminou de forma totalmente imprevisível para a estudante de 20 anos. A moradora de Bertioga relata ter sofrido importunação sexual de um motorista quando tinha como destino o bairro Vista Linda.

Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!

Em conversa com ATribuna.com.br, a vítima conta que pegou a carona na última sexta-feira (8), por volta de 13h, acreditando naquele momento ser um motorista de lotação. Posteriormente, ao entrar em contato com a empresa, descobriu que ele não fazia parte do quadro de motoristas.

“Ele ficou passando a mão na minha perna o tempo todo, e eu tirava a mão dele. Estava ficando sem paciência e ia perder a cabeça. Fiquei com muita raiva, ele agiu com falta de respeito, e não aceito isso. Ser mulher não é fácil”, lamenta a jovem, que exigiu descer três pontos antes do previsto por conta dos abusos.

Conforme a situação foi piorando, a jovem decidiu ligar para um amigo, que naquele momento se passou por namorado da vítima, na esperança de que o motorista parasse de passar a mão em suas pernas.

“Liguei para o meu amigo pra ele se passar por meu namorado, pedindo pra ele me buscar no ponto. Enquanto conversei com meu amigo na ligação, o motorista dava umas intrometidas, achava que estava falando com ele. Percebi que o sotaque dele era de outro país. Não conversamos muito, até porque eu estava com a cara bem fechada. Estava ficando nervosa”, recorda.

A jovem pede para que outras mulheres não se calem ao passar por tal situação. Ainda será registrado boletim de ocorrência para apurar o caso.

Tudo sobre: