EDIÇÃO DIGITAL

Sábado

15 de Dezembro de 2018

Homem quase é linchado após furtar bicicleta em Santos

Proprietária reconheceu equipamento quando suspeito tentava fugir. Crime ocorreu no bairro Gonzaga

Com aparência acima de qualquer suspeita, José Marques da Silva, de 59 anos, agiu em local de grande movimento, no Gonzaga, e sequer foi percebido. Porém, ao ser flagrado posteriormente pela dona da bicicleta que acabara de furtar, ele foi detido por populares. Até que policiais militares chegassem ao local, não foram poucas as pessoas que sugeriram linchá-lo.

Munido de alicate, chave de boca, faca serrilhada e pequena barra de ferro, o ajudante cortou a corrente e o cadeado que prendiam a bicicleta da copeira Margarete Alves da Silva Gomes, de 36 anos, a um poste da Rua Fernão Dias, próximo ao Shopping Parque Balneário.

A mulher se dirigiu ao shopping e o acusado aproveitou a ausência para furtar a bicicleta. Como se fosse dono do veículo, José foi embora empurrando-o. Porém, o seu azar foi a vítima sair do Balneário naquele momento. Ao gritar “pega ladrão”, a copeira atraiu a atenção de populares, que detiveram o ajudante.

Na tentativa de fugir, o acusado caiu sobre a bicicleta Caloi, aro 26, e entortou o seu quadro. “Tive que comprar outra peça e pagar pela mão de obra. Meu prejuízo foi de R$ 160,00”, lamentou Margarete.

Segundo a copeira, se todas as vítimas registrassem boletim de ocorrência, a polícia teria mais condições de combater os crimes e os ladrões presos com algum objeto furtado não ficariam impunes.

O delito aconteceu por volta das 19h30 de segunda-feira (3). Cercado por diversas pessoas na Rua Fernão Dias, José se sentiu aliviado com a chegada de policiais militares. Ironicamente, a prisão o livrou de iminente linchamento. Na Central de Polícia Judiciária (CPJ), o delegado Otávio Augusto C. R. Carvalho autuou o ajudante em flagrante por furto qualificado e determinou a sua remoção à cadeia.