Homem, irmã e namorada são presos com 16 quilos de maconha e cocaína na Régis Bittencourt

Droga estava sendo transportada de Santos para Cananéia, no Vale do Ribeira, e foi apreendida por policiais rodoviários federais

Uma grande quantidade de drogas que era transportada de Santos para Cananéia foi apreendida por policiais rodoviários federais na Rodovia Régis Bittencourt (BR-116), em Registro. Eles encontraram no porta-malas de um carro 10,4 quilos de maconha e 5,7 quilos de cocaína. O motorista e duas passageiras foram presos em flagrante.

Clique aqui e assine A Tribuna por apenas R$ 1,90. Ganhe, na hora, acesso completo ao nosso Portal, dois meses de Globoplay grátis e, também, dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!

O automóvel Meriva prata dirigido por Tonimaike Florêncio Salvador, de 24 anos, foi vistoriado durante fiscalização de rotina no posto da Polícia Rodoviária Federal localizado no km 439 da BR-116. No veículo viajavam Diana Paloma Florêncio Freitas Salvador, de 26 anos, e Rosiane Sales Alves, de 22. Elas são, respectivamente, irmã e namorada do rapaz.

Dois meninos, de 3 e 9 anos, também estavam no automóvel. Filhos de Diana, eles foram entregues ao Conselho Tutelar, porque a mãe, o tio e Rosiane tiveram como destino a cadeia. O grupo mora em Cananeia e o delegado Eduardo Carvalho Gregório, da Delegacia Seccional de Registro, autuou os três adultos por tráfico de droga e associação para o tráfico.

“Passeio”

A prisão aconteceu na madrugada de sexta-feira (23). Na véspera, conforme a versão de Tonimaike, um homem lhe entregou o veículo Meriva para ele buscar uma “peça” em Santos. O acusado identificou o suposto dono do carro apenas por “Marcos” e declarou que convidou a namorada e a irmã para um “passeio”.

No local em Santos indicado por Marcos, que seria uma pizzaria, Tonimaike foi recepcionado por um desconhecido. Este homem levou sozinho o veículo para lugar ignorado. Quando retornou, informou que a “peça” já estava no porta-malas. O acusado preso alegou não ter conferido o compartimento e iniciou a viagem de volta a Cananeia.

O desconhecido colocou dinheiro na lateral da porta do motorista, mas Tonimaike disse que não o contou. Os policiais contabilizaram a quantia de R$ 1.200,00. A maconha estava dividida em 17 tabletes. A cocaína se encontrava distribuída em cinco porções a granel e 2.256 cápsulas etiquetadas com a figura do narcotraficante colombiano Pablo Escobar.

Tudo sobre: