Logo A Tribuna
ASSINE
Icone usuario ENTRAR
CLUBE IMPRESSO ACERVO ASSINANTE

Homem confessa ter dado facadas em GCM em São Vicente; aposentado teria molestado criança

Autor das facadas tentava impedir a fuga de Roberto Aguiar Ramos quando o golpeou

Por: Por ATribuna.com.br  -  12/01/21  -  22:26
Atualizado em 12/01/21 - 22:30
GCM foi encontrado sem vida por volta das 16h40, em frente a um posto, na orla de São Vicente
GCM foi encontrado sem vida por volta das 16h40, em frente a um posto, na orla de São Vicente   Foto: Reprodução

Um homem de 26 anos foi identificado nesta terça-feira (12) pela Polícia Civil como o autor das facadas que mataram o Guarda Civil Municipal aposentado Roberto Aguiar Ramos, de 60 anos, em São Vicente, na última quinta-feira (7). Ele prestou depoimento, confessou o crime e alegou que Roberto teria molestado uma criança.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


Como não havia mandado de prisão em seu nome, o homem - que não teve seu nome revelado - acabou liberado depois de ser indiciado. De acordo com a assessoria de imprensa do Departamento da Polícia Judiciária de São Paulo Interior (Deinter-6), o caso é considerado esclarecido.


>>Guarda Municipal aposentado é encontrado morto na Avenida da praia, em São Vicente


Nos últimos dias, diversas diligências foram realizadas por policiais da 3ª Delegacia de Homicídios do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) em busca do autor do crime, que teve seu endereço localizado pelos agentes.


As equipes foram à residência do homem e o conduziram à unidade policial, onde ele confessou o crime. Segundo apurado, o guarda civil aposentado teria sido flagrado em atos libidinosos com uma criança pela mãe e, em meio à confusão familiar, Roberto teria fugido. O homem de 26 anos, que é parente da criança, alegou que desferiu as facadas no ombro da vítima para impedir a fuga. Mais tarde, ficou sabendo da morte.


Óbito


Roberto foi encontrado morto por volta das 16h40 da quinta-feira passada, dentro de um Nissan Versa branco, na Avenida Manoel da Nóbrega, no Itararé, com ferimentos de faca no ombro. O óbito foi constatado no local pela equipe do Samu.


Ainda de acordo com o Deinter-6, o guarda aposentado respondia a um processo por crime sexual contra outra criança, ocorrido em 2015.


Logo A Tribuna