Homem atropelado por caminhão após ser empurrado por travesti corre risco de perder a perna

Travesti tentou tomar carteira da vítima após acusa-la de não ter pago por programa amoroso

Por: Eduardo Velozo Fuccia  -  16/11/18  -  21:35
Vítima teve fraturas na perna direita e está internada na Santa Casa de Santos
Vítima teve fraturas na perna direita e está internada na Santa Casa de Santos   Foto: Carlos Nogueira/AT

O homem de 60 anos que foi atropelado por um caminhão após uma travesti empurrá-lo para o meio da Avenida São Francisco, no Centro de Santos, nesta sexta-feira (16), corre o risco de perder uma perna. A acusada, por sua vez, foi presa em flagrante e recolhida à cadeia.


O delegado Otávio Augusto C. R. Carvalho, da Central de Polícia Judiciária (CPJ), autuou Adalberto França dos Santos, a Andressa, de 23 anos, por roubo qualificado pela lesão corporal grave. Na hipótese de condenação, a travesti está sujeita a pena de sete a 18 anos de reclusão.


Moradora em Itaquaquecetuba, na Região Metropolitana de São Paulo, a vítima veio à Baixada Santista participar de uma obra em uma agência bancária. Ela viajou acompanhada de uma mulher e o casal foi abordado por Andressa na esquina da Avenida São Francisco com a Rua Martim Afonso.


Sob o pretexto de que o trabalhador não havia pago um programa amoroso feito com ela, a travesti tentou tomar a carteira dele e o empurrou para o meio da avenida, causando o atropelamento. O homem e a mulher contestaram Andressa e disseram que ela estava bastante alterada e sequer a conhecem.


A travesti foi presa momentos depois por policiais militares. Horas após, enquanto estava no xadrez da CPJ aguardando a remoção à cadeia do 5º DP de Santos, ela continuava agressiva e aparentando descontrole emocional. Andressa, inclusive, lamentou o fato de o caminhão não ter passado sobre a cabeça da vítima.


Um filho do trabalhador veio de Itaquaquecetuba à Santa Casa de Santos. Até as 18h30, ele não havia conseguido conversar com o pai, porque ele foi submetido a cirurgia e ainda estava sob o efeito da anestesia geral. Porém, afirmou que os médicos cogitaram a hipótese de a vítima precisar amputar uma perna.


Travesti foi autuado roubo qualificado pela lesão corporal grave
Travesti foi autuado roubo qualificado pela lesão corporal grave   Foto: Carlos Nogueira/AT

Logo A Tribuna