Homem é detido por desmatar área ambiental de Guarujá com retroescavadeira

Acusado estava suprimindo vegetação nativa, no Jardim Virgínia; área onde ocorreu a apreensão da máquina é alvo de um inquérito civil

Uma denúncia anônima culminou na detenção de homem que estava desmatando vegetação nativa, no Jardim Virgínia, no Guarujá. Ele fazia uso de uma retroescavadeira para a limpeza da área de proteção ambiental. A suspeita é que o local seria de invadido para posterior edificação de moradias irregulares.

A operação foi realizada pela equipe permanente de combate a invasões de áreas remanescentes de Mata Atlântica, formada por agentes da Guarda Civil Municipal (GCM) e Polícia Militar (PM). “A área onde ocorreu a apreensão da retroescavadeira é alvo de um inquérito civil. É um maciço da Mata Atlântica e tem relevante importância para o equilíbrio ambiental, por isso rondamos constantemente o local”, afirmou a diretora da Força Tarefa, Valéria Amorim.  

Foi lavrado um boletim de ocorrência e dada a ciência ao delegado do 1º Distrito Policial de Guarujá, que vai instaurar inquérito policial para investigar a ocorrência. A retroescavadeira, modelo LB90, foi levada para o Pátio Municipal. 

Operação Permanente 

No ano passado, a Prefeitura de Guarujá, com o apoio das polícias Civil, Militar e Ambiental, e também do Ministério Público, implantou operação permanente para reprimir invasões de áreas remanescentes de Mata Atlântica, no Jardim Enseada. O trabalho é coordenado pela Força Tarefa da Secretaria Municipal de Defesa e Convivência Social. 

Tudo sobre: