Estudante sofre suposto 'choque térmico' e se afoga em Bertioga

Segundo a mãe de Brayan Crystian Avelino de Souza, de 15 anos, ele entrou no mar com o “corpo quente”, logo após jogar futebol com amigos, e teria ficado paralisado

O estudante Brayan Crystian Avelino de Souza, de 15 anos, morreu afogado no domingo (9) à tarde, em Bertioga. Segundo a sua mãe, a auxiliar de enfermagem Tatiana Avelino de Salles Sillos Silva, o filho entrou no mar com o “corpo quente”, logo após jogar futebol com amigos, e teria ficado paralisado ao sofrer “choque térmico”.

Único homem dos quatro filhos de Tatiana, Brayan se comunicou pela última vez com a família pelo WhatsApp, às 15h30 de domingo. O adolescente mandou mensagem para uma irmã dizendo que iria jogar bola na Praia da Vista Linda, altura do Jardim São Rafael. O estudante estava morando na casa do pai, em Bertioga, há três meses.

“Depois do futebol, ele foi nadar sozinho, mas sofreu o choque térmico ao entrar na água gelada e se afogou”, conta a mãe. O corpo de Brayan foi localizado apenas por volta das 23h30, no trecho da praia próximo ao Sesc. O caso de afogamento foi registrado pelo delegado Fábio Pierry, na Delegacia de Bertioga. 

Tudo sobre: