Dois irmãos são presos pela Polícia Militar em Praia Grande

Um fugiu do sistema prisional e o outro possuía centenas de porções de drogas

Dois irmãos foram presos em Praia Grande por policiais das Rondas Ostensivas com o Apoio de Motocicletas (Rocam). Um deles foi autuado em flagrante por tráfico de drogas. O outro era foragido do Centro de Progressão Penitenciária (CPP) Dr. Rubens Aleixo Sendin, em Mongaguá.

Segundo os PMs, denúncia anônima revelou que um rapaz apelidado por Caveirinha guardava drogas em sua casa, na Rua Geraldo Silva, no bairro Sítio do Campo. No endereço indicado, os policiais foram atendidos por um homem, de 22 anos. Ele admitiu ser conhecido por Caveirinha e possuir entorpecentes no imóvel.

Uma sacola foi indicada por Caveirinha aos policiais. Ela estava na cozinha, ao lado da geladeira, e continha 617 porções de maconha, 495 cápsulas de cocaína e mais uma porção a granel desta segunda droga. A pesagem dos entorpecentes, incluindo as embalagens, totalizou 1.590 gramas.

Na residência também estava o irmão de Caveirinha, de 20 anos. Ele negou ligação com as drogas, mas também foi preso. Condenado a oito anos e quatro meses de reclusão por roubo a supermercado e receptação de carro furtado, ele era foragido do CPP de Mongaguá.

A fuga do irmão de Caveirinha aconteceu no último dia 16 de março e foi a segunda maior da história do País. De uma só vez, escaparam 563 detentos do CPP de Mongaguá. Com a sua recaptura, o condenado retornou ao sistema penitenciário. Autuado por tráfico pela delegada Lyvia Cristina Bonella, Caveirinha também foi recolhido à cadeia. 

Tudo sobre: