Cachorro 'Messi' é sequestrado por casal em Praia Grande

Animal foi levado na tarde de domingo (6) e encontrado na manhã de segunda-feira (7). Polícia Civil investiga o caso

Por: Eduardo Velozo Fuccia & Da Redação &  -  08/01/19  -  09:17
Messi foi sequestrado em Praia Grande, mas logo foi encontrado e devolvido aos donos
Messi foi sequestrado em Praia Grande, mas logo foi encontrado e devolvido aos donos   Foto: Divulgação

Bastaram poucos segundos. O pequeno Messi, cachorro da raça shih tzu, de 8 anos, desceu do carro do dono para urinar em um poste na frente da residência e foi levado por um casal que ocupava um Ford Ka.


O desespero da família proprietária do bicho de estimação começou por volta das 17h30 de domingo (6), em Praia Grande. Às 23h30, o caso foi registrado como furto na delegacia da cidade. Na segunda-feira (7) pela manhã, Messi foi achado e já retornou ao lar, mas o caso ainda é investigado pela Polícia Civil.


O técnico em radiologia Gilson Sadala Mendes, de 45 anos, não percebeu de imediato que Messi havia sido levado, porque ainda estacionava o veículo na garagem da casa da mãe, situada na Rua Muiraquitã, na Vila Tupi, em Praia Grande. Ele imaginava que o cachorro tivesse entrado no imóvel.


Porém, posteriormente, ao verificar imagens de câmeras de segurança, Gilson percebeu que, enquanto estacionava o carro, um Ford Ka parou na rua. Um homem o dirigia e a passageira desceu para pegar Messi. Em seguida, o casal foi embora com o cãozinho.


Messi parte II - o resgate


A localização de Messi aconteceu às 8h de segunda-feira (7). Com base em informações, que agora são checadas pela equipe do delegado Sérgio Lemos Nassur e do investigador Nivaldo Ribeiro, a mãe do técnico em radiologia foi até a Rua Itapoã, próximo de onde o cachorro foi pego.


“A minha mãe viu o Ford Ka na frente de uma casa e um homem entrando nela. Messi estava solto sem coleira na calçada, minha mãe o chamou pelo nome e ele veio correndo”, contou Gilmar Sadala Mendes, de 47 anos, irmão de Gilson.


Apesar de o cão reconhecer a mãe do técnico em radiologia, o homem que saiu do Ka, conforme contou Gilmar, a interpelou, intitulando-se dono do animal e depois dizendo que o encontrou na Avenida Presidente Kennedy.


“Mas minha mãe ainda identificou Messi por sinais particulares. Ele tem uma saliência na barriga devido a uma hérnia umbilical e possui seis dedos na pata direita da frente”, acrescentou Gilson.


Por fim, o irmão do técnico em radiologia disse que a sua mãe ainda foi seguida e “afrontada” pelo homem do Ford Ka, mas não o suficiente para impedi-la de voltar ao lar com Messi. O shih tzu mora em São Paulo, mas passa as férias com os filhos do dono, na casa da avó deles, em Praia Grande.


Logo A Tribuna